O despertar da inocência 2

O despertar da inocência 2

A volta pra casa foi silenciosa, sem nenhum comentário , mas tanto eu como Clarissa ansiávamos pela próxima quarta feira e sem nenhum questionamento sem nenhuma palavra sobre o ocorrido nós aguardávamos os dias passarem e por incrível que pareça não havia nenhuma mudança na nossa rotina diária como se tudo estivesse na normalidade , …

O despertar da inocência 2 Leia mais »

Uber

Uber

Boa tarde esse é meu primeiro conto. Meu nome é Silvia sou uma negra tom café com leite com mais de 50 anos uma coroa bem gostosa por ando chamo atenção . tenho as pernas grossas altura 1,70 bunda média e durinha seios médios e uma buceta depiladinha .Meu noivo adora bom, vamos ao fato. …

Uber Leia mais »

Prazer sem preconceito

Prazer sem preconceito

O relógio marcava quase 20:00 horas, a ansiedade estava a mil, Bruno e Ana contavam os minutos, ele de calça social e camisa branca, ela de vestido vermelho curto, rodado da cintura para baixo, segurava um copo de Double Black Label, pois sabia a noite seria longa, promissora.  Bem na verdade, Ana achava que a …

Prazer sem preconceito Leia mais »

Tente não gozar

Tente não gozar

Já fiz algumas coisas erradas nessa vida, aprendi algumas lições, mas pelo jeito não todas, pois continuo errando. Há um sabor tentador no ato que não se iguala a mais nenhum gosto, talvez seja a adrenalina, talvez seja porquê é proibido, é algo levemente doce, o suficiente para satisfazer necessidades momentâneas, mas também um pouco …

Tente não gozar Leia mais »

O dia que fiquei doido pela Camila

O dia que fiquei doido pela Camila

Oque eu descreverei nesse conto aconteceu comigo em uma viajem de carnaval à uma fazenda uma das minhas tias. Camila (nome fictício) era uma negra de uma beleza incomparável, seu corpo, uma escultura de prazer esculpida em ébano, tinha 1,60 de altura, calçava 35, tinha seios medianos mas inacreditavelmente perfeitos e uma bunda deliciosamente grande …

O dia que fiquei doido pela Camila Leia mais »