Casal Safado – Desabafo Anal

Casal Safado – Desabafo Anal

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Casal Safado – Desabafo Anal !!!

Olá meu nome é Lizzie e vou contar um pequeno conto, o dia que ele meteu no meu cuzinho. Não sei exatamente o que tenho para dividir com vocês, pode apenas ser um desabafo, um conto, um desejo, mas é exatamente como eu me sinto. Não sei exatamente o tamanho do pau do meu amorzinho, mas é grande, e grosso…adoro ter esse pau a minha disposição!!!…mas é lindamente…

— do tamanho apropriado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

De largura é muito grosso. Lindo. Minha bunda, minhas entranhas, depois de todas as vezes que engoli esse pau com meu cuzinho, depois de anos de outras tentativas, finalmente. estava sendo desentranhada. O pau dele finalmente abrindo todas as minhas preçiosas preguinhas, minha bundinha se dividindo, se abrindo, engolindo todo aquele pau….sentimento todo divino….

Quando ele me penetra eu deixo sair a tensão, milímetro por milímetro, puxando, apertando, segurando. Sou viciada em resistência física extrema, uma maratona de intensidade libertadora.

Solto meus músculos, meus tendões, minha carne, minha raiva, meu ego, minhas regras, meus censores, minhas células, minha vida. Ao mesmo tempo puxo, sugo e o trago para dentro. Abrindo e sugando, uma coisa só. Um belo pau grosso…

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

metendo no cuzinho.

Bem-aventurada, aprendi, ao ser sodomizada, que esta é uma experiência de eternidade num instante de tempo real. A sodomia é o ato sexual de confiança final. Quero dizer, você realmente pode se machucar — se resistir. Mas se deixar o medo para trás, literalmente ultrapassando-o, ah, que felicidade se encontra do outro lado das convenções. A paz que se encontra além da dor. Ir além da dor é a chave. Uma vez absorvida, ela é neutralizada e permite a transformação. O prazer em si é uma mera absolvição temporária, uma distração sutil, uma anestesia enquanto se está a caminho de algo maior, mais profundo, mais embaixo. A eternidade fica muito, muito além do prazer. E além da dor. A borda do meu cu é o horizonte da sexualidade, a fronteira além da qual não há escapatória. Não para mim, pelo menos.

Quem quiser compartilhar fotos com agente ,mande fotos pra nós nosso email…

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *