Chocolate

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Estou na cozinha, nu, preparando uma panela de brigadeiro.

Moreno, alto, 1.80, braços fortes, um sorriso de safado…

Quando fica pronto eu espero esfriar um pouco, arrumo a mesa tirando tudo de cima, coloco uma música para tocar baixo e deixo apenas a lanterna do celular iluminando o ambiente.

Faz calor nessa noite, mas isso só contribui para o meu propósito.

Mando uma mensagem para a morena deliciosa me esperando no quarto:

-Pode vir, nenhuma roupa está permitida. Agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Em poucos segundos ela aparece à porta da cozinha. Nua, deliciosa naquele ambiente de pouca luz, sentindo o cheiro do chocolate e tentando adivinhar o que vai acontecer.

Admiro seu corpo por alguns instantes… Seus seios me deixam duro só de olhar… coxas maravilhosas, pernas que me fazem não querer nunca sair de entre elas… Mas não posso deixa-la saber o poder que exerce sobre mim. Eu estou no comando.

Ela tem 1.68, coxas grossas, seios fartos e lindos, uma boca carnuda e uma cara de safada que me deixa louco.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Ela fica me observando à espera da permissão para entrar. Nossos olhares estão fixos um no outro e sem desviar o olhar pego uma colher bem devagar e provo o chocolate. Está já morno, na temperatura ideal. Finjo não perceber que nessa hora ela morde os lábios talvez já antecipando meu próximo movimento.

Pego um pouco mais do chocolate e brinco com a colher em minhas mãos, um sorriso cretino teima em ficar nos meus lábios nessa hora. Mas já é hora de começar, então passo a colher no meu membro ereto, duro como pedra, espalhando chocolate na ponta…

-Vem.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

O comando sussurrado é mais do que o suficiente e logo estou com sua boca quente e maravilhosa chupando meu pau de maneira incrível. Ela passa a língua na ponta e vai limpando todo aquele brigadeiro com maestria…. Depois começa a engolir meu membro todinho, centímetro a centímetro.

A sensação de sua língua dançando pelo meu membro é maravilhosa, preciso me focar bem para não encher aquela boquinha de leite antes da hora.

Passo chocolate na minha virilha e ela, mesmo contrariada por ter de tirá-lo da boca, lambe minha pele. Passo agora na barriga e ela segue me deixando louco com a sensação.

Resolvo mudar um pouco as coisas.

Passo o chocolate agora no seu ombro e a levanto beijando seu ombro e pescoço entrando na brincadeira agora.

Então, paro um momento, coloco um pouco de chocolate na boca e a beijo. Que boca gostosa, nosso beijo só nos deixa ainda mais cheios de vontade e o sabor do chocolate serve para fazer nosso tesão subir ainda mais.

A deito na mesa e passo nos seus seios, minha língua brincando com seus mamilos enquanto saboreio sua pele ouvindo seus gemidos e sentindo-a se arrepiar ao meu toque.

Abro suas pernas maravilhosas e passo um pouco mais ao redor do seu sexo, vou lambendo o chocolate em sentindo horário, circulando o meu verdadeiro alvo.

Ela rebola, deixando claro que está louca para que eu comece logo. Delicadamente passo a língua pelos seus lábios externos de um para o outro em círculos até que chego no seu clitóris.

Começo então a lamber ali com suavidade, sem pressa.

Ela está tão molhada, tão cheia de vontade, que minha saliva ali é praticamente desnecessária para lubrificar os dedos com os quais a penetro.

Ela se contorce, geme um pouco mais alto… Eu acelero os movimentos e logo o orgasmo vem. Intenso, do jeito que planejei. Seu corpo está totalmente sob o meu domínio.

Ela ergue o corpo gemendo alto murmurando várias palavras desconexas e depois se larga na mesa. Apenas curtindo o momento enquanto tenta recuperar o controle da respiração.

Num momento de compaixão dou a ela um minuto. Mas não mais do que isso.

Logo a coloco de pé e a viro de costas para mim. Ela coloca as mãos na mesa enquanto eu encaixo meu membro ávido por senti-la por dentro. Enrolo minha mão nos seus cabelos puxando-os para trás e deslizo para dentro do seu corpo de uma vez. Ela solta mais um gemido forte e cai para a frente, mas eu a seguro bem e continuo a explorar aquela grutinha quente, úmida e deliciosamente apertada para mim.

Nosso sexo selvagem e intenso, nossos corpos parecem querer devorar um ao outro naquele momento íntimo e indescritível.

Até que anuncio o meu orgasmo chegando. Ela rapidamente se põe de joelhos para receber seu prêmio.

Enfio meu pau dentro de sua boca segurando sua cabeça com as mãos e enterro-o bem fundo louco para despejar meu sêmen que sai em jatos fortes na sua garganta.

Engole cada gota e olha para mim saciada, feliz, feminina e bela como uma mulher que sabe agradar seu homem e que tem consciência do quanto é desejada.

Vamos para debaixo do chuveiro e ali, diferente do que houve momentos antes, agora só há espaço para carinho, amor e cumplicidade. E para os risos de quem não trocaria isso por nada no mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *