Chupada e comida pelo personal do meu marido na cozinha de casa

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Faz tempo que não escrevo, mas não significa que não tenho o que contar. O escritório esta com muito trabalho e ser mãe também requer muito tempo mas prometo que nesse período de fim de ano contarei um pouco do que aconteceu nos últimos três meses, muita situações gostosas e algumas finalizações. Hoje vou contar algo direto e reto, meu caso mais atual, o personal do meu marido!

Estou em casa semana passada dando jantar para meus filhos e meu marido chega com um cara enorme, musculoso, moreno, mãos grandes e com um boletim cinza e apresentando um belo volume no meio das pernas. Eu estava toda relaxada, estava com roupa de academia pronta pra ir malhar mais a noite, achei que ele nem fosse dar bola, mas me olhou, ou percebeu que minha boca salivava de vontade daquele volumoso pinto que ainda não conhecia. Meu marido apresentou ele, tinham acabado de treinar e ele veio em casa para receber, e pra minha sorte ou azar, porque agora estou apaixonada, conheci ele. Quando levantei para colocar os pratos na pia ele disse: nossa você é grandona, eu não sei muito bem o que ele quis dizer, mas agradeci, me fazendo de tonta perguntei se era um elogio, ele abriu um sorriso de molhar a calcinha e disse que sim. Meu marido tinha saído e ele deu aquela elogiada, falou que eu tinha belas pernas e um bumbum invejável. Agradeci timida mas expliquei que estava fora de forma, ele soltou um “eu não acho”, dai pra frente já não prestou mais. Eu queria ele e ele me queria. Meu marido veio, pagou e o personal foi embora. Na hora do tchau ele encostou de frente em mim e seu volume tocou o meio das minhas pernas, sabe aquele abraço que parece que nenhum dos dois quer sair, quando um sai o outro puxa e assim vai. Nem trocamos numero de celular, uma pena. Mas quando cheguei na academia dou de cara com ele. O safado perguntou como quem não quer nada para meu marido onde eu treinava e ele inocente falou. Cumprimentamos com outro abraço, bem demorado, como se nos conhecêssemos há anos, ele conseguia encaixar certinho seu volume entre minhas pernas, essa é uma das vantagens de ser alta. Acho que ficamos abraçados um bom tempo, mas ia dar na cara, no estacionamento, nos soltamos e ele decidiu entrar para assistir ao meu treino. Foi muito excitante a experiencia, ele percebeu que eu queria o volume dele e então acariciava o pinto sobre a calça de moletom, eu comecei a falar que ele estava me desconcentrando, ele sorria lindamente e voltava a fazer isso. O treino foi mais rápido do que o previsto, queríamos ir para o carro logo. Falei pra ele ir descendo que eu já iria, precisava pelo menos passar uma agua e tirar o suor da cara. Desci e cheguei no meu carro, não achei ele, mas um carro parado ali perto deu farol, só podia ser ele. Fui ate o carro, ele abriu uma parte do vidro filmado e falou para eu entrar, dei a volta no carro e quando entrei, nem eu acreditei, ele estava com o pinto de fora. Lindo, musculoso, pinto grande e grosso, cabeça roxa de tesão, sentei no banco ao lado e perguntei se ele era louco. Ele nem deixou eu terminar e me puxou e começou a me beijar, que beijo gostoso, enquanto enfiava sua língua profundamente na minha boca e me segurava pelos cabelos eu fui acariciando aquele pinto delicioso, eu dava amassões ao longo de todo ele, apertava as bolas, e ia subindo devagar, ate o ultimo apertão na cabeça, e depois descia deslizando a mão passando o pinto entre os dedos, e cada vez mais saia lubrificante, eu estava louca para chupar, mas o beijo estava bom demais. A medida que eu me excitava a punheta nele intensificava, até que chegou uma hora que eu prendia com uma mão a base do pinto dele e com a outra deslizava a mão apertando com força, ia fazer aquele puto gozar de tanto tesão. Dito e feito, ele tirou minha boca da boca dele e falou que estava quase gozando, tentei abaixar mas como sou grande não consegui me curvar o suficiente, mas no momento do tesão não tive dúvida, abri a porta do carro e coloquei minhas pernas pra fora, e de quatro consegui enfiar o pinto dele na minha boca, foi eu encostar a língua e sugar que seu leite foi espirrando na minha garganta e lingua, ele projetou o corpo pra frente então seu pinto entrou fundo na minha boca, enquanto ele gozava eu continuava sugando e massageando suas bolas. Quanto porra! Que porra salgada deliciosa, umas das mais espessas que já senti, tanto que mesmo engolindo tudo minha boca ficou grudando com restos de porra. Chupei até sair a ultima gota e dai ele guardou o pinto. Sentei do seu lado e ficamos conversando mais um tempo, mas estava tarde e eu precisava voltar, apesar de querer estuprar ele ali. Dei tchau, fui pra casa , mas pelo menos trocamos os numeros.

Cheguei em casa cheia de tesão, meu marido já estava deitado assistindo teve, cheguei tirando a roupa, indo pra cima dele, fechei os olhos imaginando o outro, ja fui direto chupando seu pinto, estava completamente mole, mas minha chupada é milagrosa e logo estava duro, estalando, perguntei se ele queria comer meu cuzinho de quatro, ele adorou a ideia, deu aquela esfregada na minha bucetinha molhada pra ajudar na penetração atrás, fez isso algumas vezes e eu tão excitada quase gozei assim, mas finalmente ele conseguiu abrir meu cuzinho e meter fundo, estava bem gostoso. Enfiei minha cara no travesseiro para as crianças não ouvirem meus gemidos, e fechei meus olhos, enquanto meu marido comia meu cuzinho fundo eu me masturbava enfiando dois dedos na minha bucetinha, de olhos fechados eu imaginava o personal comendo meu cuzinho e um outro cara da academia que sempre admiro, fiquei imaginando a dupla penetração com eles dois, isso me fez querer gozar rápido e quando comecei a gozar meu cuzinho travou tanto que meu marido até falou isso, que estava com dificuldade de meter, mas mesmo assim continuou metendo até enfiar bem fundo e deixar parado la dentro, gozando e gozando, até seu pinto amolecer dentro de mim. Ele gozou e ficou acabado, deitou de lado. Eu ainda fui tomar um banho e conversei um pouco com o personal.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Pro meu azar ele ia viajar no dia seguinte e só voltaria domingo a noite. Pensei que estamos em véspera de natal e que eu precisava senti aquele pinto dentro de mim logo, resolvi agilizar e perguntei se ele queria vir em casa no dia seguinte (hoje segunda feira). Ele topou, fiz um baita esquema, meu marido ia sair cedo, meus filhos eu ia deixar na casa da minha irmã e assim poderia receber ele. Tudo deu certo, e quando estou chegando em casa, pronta pra receber o gostoso, minha sogra chega trazendo umas coisas para o natal. Ela entrou conversamos um pouco, e na sequencia o personal chegou. Ele mandou mensagem e eu abri a porta, disse pra ela que ele tinha vindo fazer uma avaliação física, ela nem deu muita importância. Ficamos na sala os três, e eu não podia perder a oportunidade, uma hora fui até a cozinha servir agua pra ele, ela estava no telefone fixo de casa, essa era a chance, pois eu podia escutar a voz dela, estava falando com um parente de fora e pelo jeito a conversa ia longe, começamos a nos beijar e logo aquele pinto gostoso estava duro, estávamos na cozinha morrendo de tesão e ela na sala, uma parede separando, mas resolvi arriscar, comecei a bater pra ele por dentro da calça enquanto nos beijavamos, e quando senti que estava bem molhado virei de costas pra ele apoiando na pia, baixei minha calça e calcinha e pedi pra ele meter, meu coração quase saia pela boca, mas eu podia escutar o assunto e ali ia longe na sala, ele foi com seu pinto duro passando entre minha bunda, procurando até que chegou na entra da minha bucetinha, e finalmente começou a me penetrar, revirei os olhos, ele abria minha bunda e metia, nessa posição não estava indo tão fundo, mas estava ótimo, era o que dava. Ele metia devagar e com força, indo cada vez mais fundo, eu gemia pra dentro, controlava ate a respiração, e escutando minha sogra ao telefone, a foda estava gostosa demais, até que ele disse que não estava mais aguentando, tirou o pinto e lambuzou toda minha bunda, toda, e eu estava quase gozando, implorei pra ele colocar dentro de volta so mais um pouco para eu gozar, abri minhas duas nadegas todas meladas de porra, ele enfiou e pouco menos de um minutos eu acho meu gozo veio, aproveitei cada segundo daquela gozada com aquele gostoso, Quando terminei de gozar o pinto dele já estava amolecido. Virei e dei um chupão no pinto dele só pra deixar sem vestigios. Vesti minha calça em cima da porra.

Eu estava encharcada de suor e ele também, por isso abri a porta da cozinha que vai para fora e ele sair sem que ela o visse.

Ele é gostoso, quero mais , apesar de que ele gozar rápido demais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *