Como comi minha madrasta (parte 1)

Como comi minha madrasta (parte 1)

Olá, meu nome é Tales e as outras pessoas envolvidas nessa primeira parte do conto são; minha madrasta(thalita), meu meio irmão(Gabriel), que é filho dela com meu pai, meu pai(Douglas) e a amiga da minha madrasta (Fernanda)

Todas as pessoas tem desejos sexuais, muitas tem desejos sexuais por madrastas e cunhadas, e outras pessoas por namoradas de pessoas próximas. Posso dizer que tenho esses três desejos, falar que sou viciado em sexo é um exagero, mas se não sou, estou perto! vamos para o que importa!

PRIMEIRO ATO

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Era um final de semana e minha família marcou para passar o final de semana em uma praia do litoral do nordeste, eu, meu irmão, minha madrasta e meu pai. A viagem foi no carro familiar e não aconteceu nada de mais. chegamos no hotel, meu pai pediu um quarto com uma cama de casal e outra de solteiro(n sei se é permitido 4 pessoas em um quarto de hotel, mas foi assim que aconteceu). antes de ir à praia, combinamos como ia ser a dormida, e ficou o seguinte; meu pai ia dormir na cama de solteiro e minha madrasta,eu e meu irmão na cama de casal. Minha madrasta é linda, tem um corpão, estilo cavalona, tem uma bunda enorme e um rosto muito bonito é loira e bem branquinha, ela é vaidosa e gosta de se exibir usando roupas curtas e biquine fio dental. Já tinha reparado na beleza dela e no corpão, mas nunca com maldade.

Marcamos pra sair pra uma pizzaria e voltamos pra dormir… decidimos não ir à praia naquele dia. meu pai como sempre começou a dormir e minha madrasta começamos a conversar sobre o dia(nada sem importância no conto). Tomei banho pra ir dormir e fui pra cama de casal, escolhi o lado da parede, depois ela foi tomar banho e quando voltou, tomei um susto, ela tava com uma roupa de dormir bem colada no corpo e bem curtinha também, dava pra vê o desenho da bunda dela e a popa da bunda também. ela deitou e logo depois chegou meu irmão que deitou na outra ponta. no meio da noite acordo com a bunda dela virada pra mim, não aguentei de tesão, já estava explodindo e meu pau subiu na hora e já estava virado naturalmente pra ela, decidi encostar mais e fechar a conchinha, fiquei me esfregando, mas estava com medo dela acordar, coloquei o pau entre as pernas dela e fiquei em um vai e vem devagar, passei muito tempo assim e durante esse vai e vei, notei duas reboladas que ela deu no meu pau, fiquei com medo mas n parei, segurei na parte superior da bunda grande dela e subi, como se estivesse abrindo mesmo, nesse momento ela encostou a bunda em mim ficou um tempinho e depois virou (como se estivesse mudando de posição durante o sono). Durante essa noite foi isso.

Acordei de manhã com uma pulga atrás da orelha, será que ela rebolou duas vezes pq estava gostando ou pq estava incomodada com a situação ou isso foi um movimento natural durante o sono. todos fomos para a piscina, tava todo mundo feliz e brincando, do nada minha madrasta falou

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

-Vamos brincar de briga de galo?(quem n sabe o que é, só pesquisar no google) – ela tava mais perto de mim e falou- vou subir em Tales, ele já ta bem forte, acho que me aguenta.

-ainda bem, fico com Gabriel, que é bem mais leve- falou meu pai-

Começamos brincadeira e sempre que a gente ganhava ela comemorava me abraçando por trás, ela com aquele corpo e aquela bunda tava me deixando com o pau duro novamente. uma vez que ganhamos decidi abraças ela por trás, feito ela tava fazendo comigo, fiz questão de deixar meu pau encostar nela e ela n teve nenhuma reação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

A brincadeira acabou e meu pai decidiu ir dormir, só ficou eu, minha madrasta e meu irmão na piscina, encostei em uma das quina e fiquei conversando com meu irmão, minha madrasta chegou e falou que queria ficar encostada na quina(onde eu estava) pq ela é baixinha e é mais fácil de se apoiar, pq estávamos na parte mais funda. quando sai e ela ficou apoiada ela me puxou e me abraçou por trás.

— Teu pai é muito chato, mal começou o dia e ele já ta dormindo, parece que veio pra dormir e não pra se divertir.

–É verdade, mas acho que ele não tem a mesma disposição de quando tinha 25 anos

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

— Ainda bem que tu ta aqui Tales– Falou meu irmão Gabriel

–Agora ele é o homem da casa — (madrasta)

Ficamos conversando e ela não desgrudava de mim, só quando saímos pra almoçar. Depois do almoço ela chamou pra irmos à praia e meu pai negou.

— Vai você e os meninos que eu estou com uma dor de cabeça muito forte, vou tomar um remédio e me deitar.

Ela por um segundo parecia que ia explodir, olhou pra mim e só falou;

— Tá certo! vc que ta perdendo!

Fomos a praia, quando chegamos, ela ficou só de biquine, que corpão,o biquíni tava todo cravado na bunda dela, tentava n olha mas era impossível, todo mundo que passava olhava.

— Olha o que teu pai ta perdendo, um sol maravilhoso e uma praia linda.

— Meu pai só que tá em casa(falou o meu irmão)

–Deveria ta aqui me acompanhando na cerveja, não queria beber sozinha.

— Eu te acompanho, falei brincando (Mas já bebia naquela época, comecei cedo kkk)

— Tu com essa idade já ta bebendo menino, vou falar pro teu pai. e começou a rir.

Quando ela pediu a bebida ela pediu dois copos também e falou;

— Tu hoje vai ser minha companhia de bebida Tales.

— Ela vai descobrir que tu é um pinguço– falou meu irmão

— Só vou beber porque ela ta pedindo e eu não descumpro as ordens dela kkk

Ela ficou rindo e falou — queria que teu pai fosse assim.

Mudamos de assunto e do nada chegou o garçom falando que e apontando

— Aquele homem mandou essa cerveja pra senhora- ela olhou e ele começou a sorrir.

— Fala pra ele que to acompanhada e não vou aceitar a cerveja– falou isso e encostou perto de mim —

— Tá acompanhada de dois homens, e se quiser eu vou lá tirar satisfação- falei brincando

–Vou ficar mais perto de vc Tales, já que vc é mais velho que seu irmão e já tem cara de homem.

Meu irmão ficou rindo e falou

— Tales é uma criança ainda.

— Coloca uma novinha da sua sala pra vê se ele não acaba com ela. acho que ela nem vai aguentar.

Eu já tinha fama no colégio por ter um pau grande, meu irmão mais novo sabia disso, já pediu até um nudes meu pra manda pra uma menina que ele tava tentando ficar. Acho que minha madrasta já sabia, até porque ela já me viu só de cueca varias vezes e meu irmão já tinha soltado piada sobre o tamanho do meu penes perto dela.

— Eu duvido alguma menina da minha sala aguentar Tales.

— Se colocar com jeitinho aguenta– eu falei

— Não sei se as da sala do Gabriel aguenta, mas as da minha faculdade tenho certeza que aguenta… aguenta e tem interesse. Já falou ate que tu é lindo e tem um corpo de homem. (Nesse tempo ela cursava odontologia)

fiquei surpreso e falei

— quem falou isso? (conhecia algumas)

— Fernanda, a mais fogosa kk

Ela era linda, tinha uns 22 anos, uma loira baixinha e com uma bunda bem empinada, um pouco gordinha, mas nunca achei isso um problema. Minha madrasta era mais bonita, Mas fernada também era linda.

— Dessa eu não sabia, vou falar com ela. kk

— Te acalma menino, mesmo tu com um pau grande, não que dizer que tu vai comer ela, tu ainda é um adolescente -acho que ela já tava sob influencia da bebida– e mesmo assim eu não ia deixar tu comer ela.

meu irmão falou;

–Tales comeu a maioria do coleio e agora que subir de nível. kkk

–Ele que comer uma mulher de verdade. já que as do colégio não tão dando conta.

Fiquei rindo e meu irmão mudou de assunto. Voltamos da praia e quando chegamos minha madrasta falou com meu pai:

–tinha que vê teu filho me defendendo quando um homem na praia deu em cima de mim.

meu pai falou

— Ainda bem que ele tava lá pra espantar esses urubus.

–agora ele virou meu companheiro de bebida já que vc não gosta mais de sair com a gente. e não é pra vc brigar com ele!

Ele ficou com raiva, mas n reclamou comigo, até pq acho que ele já sabia que eu bebia.

Depois desse dia minha madrasta mudou comigo e com meu pai também, começou a ser mais minha amiga, se abir e não reclamava muito do meu pai. ficou mais a vontade em usar roupas curtas na minha frente a conversar sobre qualquer assunto.

SEGUNDO ATO

Passou alguns dias e eu estava pirando, passava horas no banheiro pesando na minha madrasta, ela sempre andava com roupas bem curtas e sexy, as vezes só com um top e um shortinho bem curto que dava pra vê a poupa da bunda. Meu pai sabia que eu já era bem desenvolvido e as vezes reclamava com ela, mas ela falava que tava na casa dela e queria ficar a vontade. Cada dia ficava pior, encontrava ela deitada com a bunda empinada no sofá ou toda aberta, sempre que me via, caia alguma coisa e ela se virava pra pegar e ficava com aquela bunda enorme virada pra mim(acho que ela sabia que a bunda dela era meu ponto fraco )

Depois de uma semana nisso, ela começou a brigar com meu pai, pq como sempre ele n queria sair com ela e quando sai já queria voltar ou ficava com cara feia. em uma dessas brigas ele falou

— Sua companhia de bebida não era Tales, saia com ele que ele gosta de ta em farra com vc.

— Vou sair com ele mesmo. e saiu com raiva

Era uma sexta e no dia seguinte ela veio falar comigo, disse que ia me ensinar a dirigir

— Tales, tu não tem idade pra dirigir, mas vou te ensinar, pq se tiver alguma emergência e teu pai n estiver em casa tu pode dirigir.

— a emergência é meu pai n querer sair com a senhora e a senhora n poder bbr? kkk

Ela ficou rindo. A aprendi rápido e já estava dirigindo.

Em um final de semana minha madrasta tava toda feliz, me disse que meu pai chamou ela pra sair, falou ate brincando que Fernanda ia. falei que queria ir mas meu pai n deixou, no meio da noite, umas 01:00h minha madrasta liga com raiva, falou que meu pai tinha ido embora da festa com raiva pq ela tava dançando e bebendo muito.

–Tales teu pai foi embora e me deixou sozinha, quando ele chegar, pega o carro dele e vem me buscar quando acabar. Não esperei acabar e assim que meu pai chegou, esperei ele dormir, peguei o carro e fui. chegando lá, entrei na festa e tava tocando funk e ela tava triste e Fernanda dançando com outro cara. (pensei; essa eu não pego hoje ) chamei minha madrasta e falei que ela n deveria ficar triste e chamei pra dançar. Não demorou muito e ela começou a rebolar muito aquela bunda, ela tava linda, com um vestido colado, quando ia ate chão. quando ela tava rebolando comecei a encostar nela, ela começou a olhar pra mim e falou, fica atrás de mim pra espantar esses homens que tão dando em cima. eu fiquei e ela começou a rebolar na minha frente, e Fernanda fazia o mesmo com o cara que tava com ela. meu pau não demorou pra ficar duro, vendo minha madrasta rebolar pra mim, peguei na bunda dela e fiquei acompanhando a bunda dela mexer no meu pau. quando a música acabou ela ficou rindo e meu pau duro, sorte que tava escuro tinha muita gente.

Fui falar com Fernanda e ela apresentou o namorado dela. começou outra música e voltamos pra dançar, minha madrasta começou a rebolar na minha frente e do nada Fernanda veio e ficou do lado dela. o namorado de Fernanda foi comprar bebida e fui com ele, ele falou

–Tua madrasta e Fernanda estão dançando muito.

Ele comprou bebida me ofereceu e eu neguei(pq tava dirigindo). Quando voltamos,eu tava na frente e vi logo Fernanda dançando pegou minha mão e começou a dançar na minha frente. n tava ligando pra mais nada, e virei ela de costa. e deixei ela rebolar e sentir o volume, quando eu vi, o namorado de Fernanda tava sarrando na minha madrasta também. continuamos na festa e quando deu 02:00h o namorado de Fernanda tinha bebido muito e decidimos levar ele em casa. Fernanda e minha madrasta queriam curtir mais, mas por causa do estado do namorado de Fernanda, decidimos levar ele em casa. Peguei o carro.Minha madrasta tava na frente e Fernanda e o namorado dela atrás. deixei o namorado de fernanda em casa e fui deixar fernanda no Ap dela. no meio do caminho minha madrasta falou.

–a festa foi muito divertida, pena que acabou cedo

–acho que quem tava gostando mais foi os meninos

–Só sei que eu gostei mmuito kk

— também, sarrando em duas loiras lindas– falou fernanda

minha madrasta ficou rindo e falou.

— quem gostou foi vc né fernanda, se aproveitando do meu enteado!

–Ele já é um homem kk

— Mais homem ate do que seu namorado kk

–Não fale assim do meu namorado, ele é um homem de verdade, acho que só perde pro seu enteado em um quesito

–em qual ?

— No tamanho do volume

Todo mundo ficou rindo e minha madrasta falou

— Isso tava na cara e até eu senti uma diferença grande kkk

— Fernanda mudou de assunto.

Quando tava chegando perto do Ap de Fernanda ela falou que n tava com sono e queria dançar mais, me chamou e chamou minha madrasta pra ficar. concordamos de cara e entramos.

Começamos a dançar novamente(as duas gostavam de rebolar aquelas bundas enormes e com aquele vestido, tava me matando).. decide que ia taca o foda-se e comer uma das duas

Fernanda falou;

— Agora Tales pode escolher em quem vai sarrar

–quero dividir meu enteado com vc n Fernanda

–Tem Tales pra todo mundo– Eu falei rindo

Mas quando a musica começou eu fui atrás da minha madrasta… tá tava pirado com aquela bunda desde muito tempo, ela ficou rindo e falou

–Ta vendo fernanda, ele prefere a minha bunda

–desculpa Fernanda, tenho que da prioridade pra quem é de casa, mas já já vou pra vc

–O que é seu ta guardado Tales.

Sarrei com minha madrasta e quando ela rebolava o vestido subia mais, quando ela tentava baixar o vestido eu subia mais…ela ficou rindo e o vestido lá em cima deixou mostrar o fio dedal preto dela.

— Tales, vc ta perigoso hoje, se aproveitando da sua madrasta

— Fernanda falou; se n quiser pode deixar que ele dança comigo, deixo ate ele levantar meu vestido– e ficou rindo.

–Fernanda, o Tales ta muito ousado hoje, vou deixar ele com vc– e foi ao banheiro.

Ficou só eu e Fernanda na sala e quando a musica trocou ela veio dançar comigo. era aquela música ”Aaaagora vai sentar, vai sentar , vai sentaaaaar”. foi ai que tive uma ideia, sentei no sofá e falei, ”agora vc vai sentar” ela ficou rindo e começou a dançar no meu colo… quando a musica tava terminando eu falei;

tem uma versão dessa musica que é assim ”’agora vai sentar, na pica, vai sentar, na pica”, ela ficou rindo e falou;

—Não to vendo nenhuma pica aqui.

Fiquei surpreso com a resposta, mas tava pouco me fudendo. coloquei a rola pra fora e falei;

— ta vendo agora–Ela ficou surpresa com a atitude o com o tamanho. e se virou e começou a dançar em cima da minha rola.

Quando a música começou(a mesma pq coloquei pra repetir), na parte do ”agora vai sentar’;’ eu falei na pika ela ou pra mim e eu subi o vestido dela. eu coloquei a mão na bunda dela.. e só o que separava minha pika da bct dela era uma calcinha. quando olhei, minha madrasta tava voltando… fernanda se assustou e tentou sair,eu segurei ela e ela se ligou que meu pau tava de fora da calça e voltou a rebolar fingindo que tava dançando.

Minha madrasta começou a bbr e dançar… mas n tirava o olho da fernanda,que dançando e rebolava no meu colo, sem saber que minha rola estava pra fora. no meio da dança eu coloquei a calcinha pro lado sem ela perceber, ou se percebeu…deixou, posicionei meu pau na entrada da bct dela, que ja tava toda molhada e deixei ela ficar dançando quando ela deu uma rebolada tipo como vai sentar a cabeça do meu pau entro na buceta dela, ela olhou pra trás com cara de safada e continuou rebolando, rebolou com a cabeça dentro da bct, nessas reboladas ia no maximo até a metade e voltava enfiar so a cabeça, ela dava uns gemidos e olhava pras trás com frequência, mas a musica n deixava minha madrasta escutar. quando tava acabando Fernanda falouque tava cansada e sentou, colocando o pau dendro da bct e sentando no meu colo… como minha madrasta tinha falado;”fernanda aguenta” e aguentou mesmo. a próxima musica era mais agitada e tinha sequencias de batidas mais rápidas. ela continuou dançando e quando percebi minha madrasta n tava mais na sala. foi ai que fernanda começou a sentar de vez, subi o vestido dela e ela começou a kikar ao ritmo da música e a gemer mais forte. dava pra vê a buceta dela engolindo meu pau ela começou a kikar em um ritmo só e a gemer mais alto, ela se entregou mesmo. a melhor visão que eu tive, aquela bunda grande e um bctão engolindo meu pau por completo. até aquele momento eu estava sem reação, n acreditava no que tava acontecendo e decidi agir. Dei um tapão na bunda dela e ela falou;

-BATE MAIS, BATE MAIS.

-AGUENTOU TUDO E AINDA TA PEDINDO PRA BATER,SABIA QUE VC ERA UMA PUTA

-SOU PUTA MESMO, E GOSTO DE APANHAR… BATE VAI..AHHHH AHHHH

Dei mais duas batidas fortes e vi que que tava perto de gozar, mas n queria gozar, decidi levantar ela e colocar ela de 4 no sofá, pq é melhor pra bater e já que ela queria apanhar.

– ESPERA, VAMOS TROCAR DE POSIÇÃO

Ela ficou surpresa com a minha iniciativa. coloquei ela de 4 e vi que tava em um paraíso, nunca tinha visto uma mulher de verdade daquele jeito. posicionei o meu pau nela e enfiei de vez.

-PUTA QUE PARIU, VAI COM CALMA MENINO, ESSE PAU TA ME RASGANDO — Ela falou isso e foi mais pra frente com o susto

-DE 4 EU N AGUENTO ESSE PAU TODO, PQP ,BEM MAIOR QUE O DO MEU NAMORADO.

tirei o pau que tava na metade e quendo coloquei, fui bem devagar pra sentir a bct dela por mais tempo, vi na cara dela que ela gostou mais, não enfiei todo fiquei só enfiando metade. ela começou a gemer e pedir pra bater

-BATE SE SAFADO, BATE NESSA PUTA.

Comecei a bater e o sexo ficou violento, eu batia nela e ela pedia mais, enfiava o pau mais rápido… não aguentei muito e comecei a ir bem rápido, ela n parava de gemer e de pedir pra bater e quando eu parava um pouco de bater ela reclamava. comecei a fuder ela ela com força

–BATE MAIS, ME COME, PQP QUE PAU GRANDE, FODE ESSA BUCETA.

Comecei a gozar dentro dela, e tirei o pau. ela olhou com cara de safada e viu meu pau gozando ainda, sentou no sofá, respirou e começou a a olhar pro meu pau e falou.

-QUE SAÚDE!! JÁ TINHA ESQUECIDO COMO ERA FODER ASSIM

-E SEU NAMORADA N TE FODE ASSIM ?

-KKKK MEU NAMORADO É UMA ÓTIMA PESSOA, MAS O PAU DELE NEM CABE UMA CAMISINHA DIREITO.

Na hora lembrei que tinha transado em camisinha.

-MEU DEUS, NÃO USAMOS CAMISINHA

-NÃO TEM PROBLEMA, TO TOMANDO MEDICAMENTO

ela tava sentada e eu em pé na frente dela. Meu pau tava meia bomba e ela n tirava o olho dele

-ELE ASSIM AINDA É MAIOR QUE O DO MEU NAMORADO

-ENTÃO SEU NAMORADO TEM O PAU BEM PEQUENO

-NÃO FALE DELE, SÓ EU POSSO e ficou rindo

lembrei da minha madrasta e falei assustado.

-ONDE TA THALITA ?

-ACHO QUE ELA FOI DORMIR

fui para o quarto e ela tava dormindo, decidi chamar ela e ir para casa.

ps: achei que o conto ficou grande, mas tenho que contar detalhe de como foi, tenho que preparar pra melhor parte, que foi o sexo com minha madrasta.

a parte dois n vai demorar pra sair kkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *