De mulher casada a puta sem limites: O início

De mulher casada a puta sem limites: O início

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Oi, esse é meu primeiro conto. Depois de ler vários criei coragem pra contar um pouco da minha vida até aqui e como ela mudou, por ser um assunto que não se compartilha com qualquer pessoa vi aqui um meio de desabafo.

Me chamo Fernanda, tenho 40 anos. Loira, seios grandes e uma bunda ainda maior. Tenho 1,70, branquinha e safada.

Tudo começou quando descobri as traições de meu marido, que trabalhava fora e a noite. Por vezes sumia de casa me deixando com nossos 3 filhos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

No início foi difícil saber que apesar de tudo que fazia por ele, ainda teve coragem de me trair. No início aceitei calada mas as traições continuaram, as brigas e até chegar a uma agressão. Aquele momento me marcou e a partir de então disse que não iria mais me desgastar com isso e pensar nos meus filhos, e foi aí que tudo começou a mudar.

Trabalhava em uma loja no centro voltada ao público feminino com 3 mulheres e o filho da gerente. Vou chamar ele de Lucas, na época ele tinha uns 19 anos e eu com meus 34. Sempre fomos de conversar muito e ficar até mais tarde na loja por eu ser gerente. Em uma dessas vezes eu estava com uma calça leg preta e uma blusinha da loja bem folgada.

Nosso estoque era bem apertado então as vezes nos esbarravamos, e aquilo começou a me incomodar. Lucas sabia do que estava acontecendo comigo e não sei por isso passou a tentar tirar uma casquinha de mim ao passar e me “sarrar” como os jovens dizem. Ao mesmo tempo que aquilo me deixou um pouco triste me deixou também um pouco excitada, um menino jovem, bonito e eu uma mulher já velha, casada e com um relacionamento chegando ai fim.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Em uma quarta feira eu fui pra loja do mesmo jeito, leg preta e uma blusinha. Mas com uma calcinha fui dental que a tempos não usava.

O expediente se encerrou e fomos novamente fazer as conferências. No começo tudo normal, até que ele começou a passar novamente por mim toda hora, até um momento em que eu senti algo diferente kkk mal imaginava oque era. Não falei nada mas quando ele passou novamente eu empinei a bunda fazendo com que ele tivesse mais dificuldade aí passar e então eu senti o pau dele duro e tive certeza do que era. Mas não esperava que ele fosse me segurar pela cintura e logo gelei por alguns segundos me soltei e disse: você está louco? E então ele todo sem graça me pediu desculpas. Vi que ele ficou sem reação e numa tentativa de amenizar eu disse: alguém pode nos ver, eu sou casada e sua mãe é minha patroa.

Lucas respondeu: então se fosse em outro lugar poderia?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Eu: não foi o que eu quis dizer.

E nessa conversa toda fui ficando excitada, e nesse dia Lucas me ofereceu uma carona. E assim comecei a mudar totalmente minha vida de uma mulher correta pra uma puta vadia.

No caminho estávamos ambos desconfortáveis e eu totalmente sem graça até Lucas retomar um caminho diferente do de minha casa e parar em uma rua sem saída e escura. Espera que ele fosse me dizer algo mas já começou me beijando, passando em mim. Me pegou de surpresa mas não reprimi ele, já estava entregue aquele momento apesar de pensar na loucura que era.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Lucas tentou tirar minha calça e então eu mandei parar, e mandei tirar a dele. Prontamente ele tirou a cueca e a calça foi quando eu tive uma surpresa. Era uma pica grande, grossa, cheia de veias, bem diferente do que estava acostumada. Na hora não pude disfarça minha cara e ele disse “acho que gostou” e eu então já logo cai de boca. Comecei a chupar aquele pauzão, socar tudo na minha boca até sentir o leitinho dele em mim. Foi tanto leite que escorreu pela minha boca e sujou toda minha roupa.

Cheguei e fui pro banho, tirei a roupa e minha calça estava encharcada. Nunca me vi tão molhada assim e me toquei no banho, gozei muito muito gostoso.

Fazia bastante tempo que não me tocava, para ser sincera a meses e gozei tão gostoso que só conseguia imaginar como seria quando eu sentisse aquele pau dentro de mim.

Pensei em toda loucura que era isso e nos meus filhos, meu marido não aceitava divórcio e toda situação era muito complicada. Mas naquele momento eu só queria dar pra aquele menino e me sentir mulher novamente.

Naquele dia não quis transar com Lucas, era tudo meio conturbado pra mim. Mas toda essa situação me deixou diferente, comecei a usar roupas mais justas e apertadas e me arrumar mais. Algo que gerou um efeito muito grande nós anos seguintes.

Por favor comentem, por ser o primeiro conto tentei expresse da melhor forma. Aceito dicas de como produzir melhor os contos.

Se gostarem tenho inúmeras histórias para contar.

1 comentário em “De mulher casada a puta sem limites: O início”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *