Delicia de primeira vez!

Delicia de primeira vez!

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Eu era uma amiga do trabalho, o estava conhecendo aos poucos, ajudando, incentivando com informações para que crescesse na empresa. Eu tinha 32 anos e ele 27. Tenho 1,54m, na época cabelos loiros e corpo malhado, cheia de fogo no rabo, tinha me separado há uns 2 anos mais ou menos e não tinha tanta experiência com homens (as que tive foram meio traumáticas, tentado fazer sexo casual mas ainda com aquela mente de uma mulher que passou 12 anos com um homem só, e que era uma negação na cama, me féria muito quando tentava sexo casual). Então, ele com 1,81m, branco, uma bunda fenomenal e uma lapa de mala impressionante, que dava pra ver o volume pela calça social que usava no dia em que eu notei. Até então eu o via como um amigo pirralho que eu admirava pela inteligência, incentivava no trabalho e me deliciava com as conversas de nerd.

Depois que notei a mala do danado e a bunda, passei boas noites inquieta, depois de sonhos eróticos com ele. Não deixava aparentar meu repentino interesse, mas seguimos uma amizade de confidências e saídas a pizzaria. De repente ele me buscava na academia para comermos uma tapioca e eu fui sendo levada pelo leve flerte entre nós. Tínhamos vários motivos para não nos entregarmos um ao outro. Ele tinha uma namorada (que dizia ser um relacionamento complicado), era 5 anos mais novo que eu e ainda colega de trabalho, o qual eu, de certa forma, tinha influência sobre o seu desenvolvimento. Mas, gente, era uma tentação do capeta! Ele chegava no escritório com aquela bunda espetacular e com o pau olhando pra mim pela calça, mãos enormes, sorriso largo e os papos inteligentes, minha cabeça girava.

Certo dia ele me chamou para dar uma volta em uma praia deserta que tem na nossa cidade e eu aceitei. Passei o dia com borboletas no estômago e apertos na pepeca, a noite fui malhar e ele me pegaria na academia, maaasss para a minha surpresa, minutos antes do nosso encontro ele me mandou uma mensagem dizendo: Não poderei mais ir, alguém bateu no meu carro. Rapaz! Eu fiquei tão desapontada! Pensei logo: Ah, deve ser aquele tipo de cara que te empolga toda e desmarca em cima da hora pra ferrar com você. Mas não, ele me enviou as fotos do carro batido. Aí eu pensei: Isso é um sinal de que eu não devo me entregar a essa vontade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Fui pra casa, isso era uma sexta-feira. No sábado a noite ele falou comigo no whatsapp, como quem não quer nada. Até então nem ele sabia abertamente das minhas segundas intenções nem eu sabia das dele. Começamos um papo quente e terminamos dizendo um ao outro que até de camisinhas estavamos munidos na noite anterior. Eu falei dos meus sonhos eróticos e ele disse que tinha vontade de saber a cor dos meus mamilos. Enviei uma foto dos mesmos pra ele e ele me enviou uma foto do pau. Isso foi madrugada a dentro, até às 02:00.

Domingo…

Ele: Oi! Você gostaria de almoçar comigo?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Eu: Eita, tenho um compromisso, mas poderíamos jantar, que tal?

Gente, eu não quis saber do sinal, marquei com ele. Ele me buscou em casa, estava com uma camisa listrada azul, vermelha e branca, calça jeans, cheiroso pra cacete!! Eu estava com um macaquito preto, com as pernas de fora, xaninha depilada, parecendo pele de bebê, até o cuzinho também. Eu embelezei até os meus pés com creme e perfume. No carro ele falou: Quer ir a um restaurante ou quer um lugar mais reservado? Eu: Um lugar mais reservado. O tesão estava pipocando, minha boceta já estava a todo vapor de tão molhada. Ele pôs aquela mão gigante na minha coxa pela primeira vez, eu estremeci. Fomos para um motel. Lá bateu aquela timidez, ele se aproximou, abriu o zíper do meu macaquito e eu de cabeça baixa, ele acariciou minhas costas, começou a beijar minha boca com beijos curtinhos e deliciosos.

Meu corpo estremecia de tesão, desabotoei sua calça e aquele pau gigante pulou pra fora, eu estava louca pra sentar naquele pau! Que pau!!!! E que bunda!!!! Eu adoro uma bunda generosa! Passei a mão no rabão dele como se fosse um monumento patrimônio da humanidade. Ele me ergueu, me pôs na cama, eu abri as pernas, de cócoras, ele meteu o pau na boceta, escorregou pra dentro como se fosse a chave perfeita. Ele apertava meu rabo, metendo gostoso, eu de cócoras e ele em pé. Parecia que eu estava voando, sério! Era como se não houvesse nada além de nós e aquela metida deliciosa. Ele chupou meus seios com muita vontade, olhava nos meus olhos com um tom de surpresa com a delícia que estava acontecendo alí. E eu o encarava com cara de safada (eu tenho muito cara de safada rsrsrrss).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Ele gemia gostoso em cima de mim, metendo e o barulhinho da boceta jorrando entre seus músculos e o pau, aquele barulhinho de boceta bem comida, sabe? Um mastigado de pau com todo gosto. Aconteceu uma coisa inusitada… Ele tirou o pau, mas a camisinha não saiu junto, ele olhou pra mim com cara de desespero e eu fiquei mais desesperada ainda!!! Eu disse: Tire isso de mim!!! Hahahhahahahha, imagina agora a gente ter que ir no hospital pra tirarem uma camisinha de dentro de mim? Ele, depois me confessou, que ficou muito sem graça nessa hora, mas eu me diverti muito com isso, acho graça até hoje e estou sorrindo ao relatar aqui. Enfim, ele conseguiu tirar a camisinha, ufa! Também, com aqueles dedos gigantes! Voltamos a meter, eu pedia tapas no meu rabo (eu amo tapas no rabo), ele batia, eu pedia pra deixar vermelho e ele batia mais. Eu gozei tanto, tanto, taaaannnto!!! Que delícia de primeira vez! Nunca vou esquecer essa noite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *