Eu, meu corninho e Sebastião

Eu, meu corninho e Sebastião

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Eu, meu corninho e Sebastião

Um mês atrás, quando entramos em quarentena, aproveitamos esse tempo para fazermos uma reforma necessária na nossa casa. Foi então que contratamos um pedreiro que fez a reforma na casa de um casal de amigos nosso e gostamos muito do serviço dele.

Contratamos o Sebastião, um mulato do seus trinta anos, forte, e que depois descobrí que era dono de uma verga deliciosa que me levou a várias gozadas deliciosas

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Nos primeiros dias de serviço, reformando a garagem, meu marido ia abrir a porta pra ele, pois chegava sempre por volta das sete horas no trabalho. Mas depois de uma semana meu marido deixou uma chave com ele, por que acabávamos dormindo até mais tarde.

Temos duas câmeras escondidas no telhado que dá pra ver toda a movimentação na parte interna do quintal da nossa casa. O Sebastião não percebeu, pois elas ficam bem escondidas. Pelo nosso computador conseguimos observar tudo o que acontece.

Numa dessas manhãs, acordamos, o Sebastião já estava trabalhando, meu marido foi verificar seus emails e depois deixou o pc com as câmeras ligadas e resolveu me foder, e me disse: ” Será que o Tião vai nos espionar trepando?”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Hummm aquilo me deixou excitadíssima e bem safadinha quiz ver o que aconteceria. Depois de uma mamada gostosa, eu subi em cima dele e fodi com força e gemia alto, pedindo pra ele me comer com força.

Foi então que o Tião ouvindo meus gemidos foi até a janela e ficou nos ouvindo trepar e nós podíamos ver ele alisando seu cacete por cima do macacão. Que tesão que dá saber que tem lguém te bisbilhotando enquanto você tá trepando. Naquele dia não fizemos nada, mas no dia seguinte, resolvemos que íamos foder com o Sebastião.

Lá por volta das nove horas, passamos a brincar e eu comecei a gemer de novo, e lá tava o Tião bisbilhotando na janela do quarto de novo. Eu passei a dizer pro meu corninho:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

” Ai amor, eu tô com tanta vontade de fuder um cacetão grande? você deixa?”

” Você quer um cacetão amor, quer? ” ” só se você dividir comigo?” “divide?”

” Eu divido “, me arruma uma rola gostosa pra trepar amor?”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

” Eu arrumo sim sua biscatinha safada”

Nisto, nós já estávamos observando o Tião de pica pra fora se masturbando, e que pica era aquela. Eu falei baixinho pro meu corninho continuar a gemer mandando eu chupar ele.

Então eu saí pra fora só de calcinha e dei um fraglante no Tião que ficou todo sem jeito se punhetando tentando espiar pela janela. Eu dei uma risadinha sacana pra ele e peguei ele pela pica e levei ele para o quarto sentei na cama e disse pro meu corninho:

” Amor, vc demorou demais e eu já consegui a pica que eu queria né Tião?” e abocanhei aquela vara enorme cheia de nervos pulsando, louca pra levar uma mamada deliciosa.

Chamei meu corninho pra dividir aquela piroka deliciosa. Ora mamava e ele sugava as bolas e engolia o saco, ora nós invertia fazendo o Tião urrar de sentir aquelas duas bocas no seu mastro.

Deitei aquele garanhão na cama, subi em cima dele, enterrei aquela pica inteirinha na minha buceta e passei a cavalgar como uma puta vadia que adoro ser com meus machos.

Às vezes parava e deixava meu corninho dividir minha buceta com a rola dele, fazendo ele mamar pra sentir o gosto da minha buceta e então enterrava de novo me fazendo cavalgar deliciosamente.

Mudei de posição, fiquei de quatro e enquanto eu chupava meu corninho, deixei aquele varão me comer com força, me dando deliciosos tapas na bunda que me fez gozar loucamente em apenas alguns minutinhos. Com certeza ele percebeu que meu cú já era deflorado, e ele então mandou eu mamar a pica dele novamente me fazendo engasgar e lambuzar toda a pica dele de saliva e voltou novamente e enterrou aquela pica lambuzada no meu cú.

Eu chorava pro meu maridinho de tesão, urrava, e ele me beijava pra abafar os gritos. O Tião passou a alternar enfiando na minha buceta por um tempo e voltava a socar no meu cú. De repente num urro enorme ele tirou seu cacete, arrancou a camisinha e enfiou no meu cú novamente e encheu ele de porra quentinha que começou a escorrrer para a minha buceta.

O Tião chamou o meu corninho e mandou ele limpar a minha buceta e o meu cú, deixando ele de quatro. Se encapou novamente e enterrou a pica nele, e mandou ele gemer igual a putinha da mulher dele. O meu corninho viadinho obedecia tudo que ele falava pra fazer. Pedia se ele gostava de ver a putinha da mulher ser fodida pelos machos. falava que ele era uma putinha mais safada ainda e mandava ele me limpar !!! até que num urro ele fez nós dois colocar nossos rostos colados e gozou tudinho na nossa cara nos fazendo um lamber o outro pra limpar toda aquela porra.

Caralho, o Tião nos deu mais quinze dias de prazer que eu vou contar nos mínimos detalhes pra vcs. esperamos acabar essa quarentena pra podermos achar um outro macho roludo pra nos fuder;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *