Histórias de um professor

Passarei a descrever em alguns contos a melhor experiência que já me aconteceu na vida, uma aventura incrível daquelas que se imagina que só acontece em grandes filmes.

Sou professor universitário e entre os jovens no auge de suas descobertas as meninas sempre chamam a atenção, uma mais linda que a outra.

A posição privilegiada na sala (na frente olhando para todos) nos permite observar todos os alunos e, em especial seus comportamentos, fazer uma leitura de como se demonstram uns aos outros.

Este semestre iniciei uma em uma nova turma e pela primeira vez pude notar uma situação diferente que ainda não tinha visto, a sala tinha uma líder. Não uma líder daquelas que dá recadinho da coordenação e fica responsável por trabalhos. Uma líder de verdade, uma fêmea alfa. A dona da porra toda.

Pois é, nos primeiros dias de aula ela faltou e faltou bastante (depois fiquei sabendo se tratar de problemas pessoais), enquanto ela não estava em sala, as meninas disputavam a atenção, tanto entre si como de seus colegas e dos professores. Uma sala normal com todos querendo ser o centro das atenções.

Na semana que ela retornou chegou a ser cômico, ria sozinho, todas as meninas murcharam, não tinham coragem de se manifestar, todas esperavam o que ela iria fazer.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Especialmente seu grupo de amigas, as mais lindas da sala, nenhuma delas fazia nada sem obter o seu consentimento. Brigavam para poder sentar ao seu lado.

Estão pensando, nossa deve ser a pessoa mais nojenta, arrogante e prepotente que existe. Pelo contrário, sempre simpática e sorridente, querida com todos. Talvez por isso todos sejam seus súditos e ela seja a RAINHA da sala.

Particularmente fiquei feliz de ver seu retorno às aulas. Já tinha visto ela na faculdade (impossível não notar ela desfilando pelos corredores), seguia ela no insta e sabia que daria aula pra ela.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Semana de provas se aproximando, prova feita mais trabalho, mais outras atividades para compor a nota. Nota lançada no sistema, corrijo a prova em sala posteriormente, dou acesso a correção.

O destino me é generoso de uma forma estranha, lancei errada a nota da Rainha. Ela me manda um whats e toda sem jeito e gentilmente pede se eu poderia analisar a nota novamente.

Constato o erro, peço desculpas, arrumo sua nota e isso estamos no final de semana. Ela posta fotos no stories do insta. Curto e começamos a conversar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Quem diria, eu um professor de papo com uma aluna, e não qualquer aluna, a mais poderosa delas, a Rainha.

Vou para o rock in rio e trago uma lembrança pra ela. Marco de entregar na segunda pós festival. Arrisco um pouco, sem saber o que poderia acontecer. Nos encontramos escondidos, nervosos. Entrego a lembrança ela agradece sem contato visual ou físico. Os dois receosos.

A partir deste dia passamos a conversar cada vez mais picante, confessando nossos desejos um pelo outro.

As Segundas e quintas tenho aula na turma da Rainha, e em uma quinta, propositalmente marco um trabalho para todos possam fazer espalhados, na biblioteca, laboratório de informática, salas de convivência.

Ficamos em sala a Rainha, eu e mais uns 4 alunos que aos poucos foram saindo. Ficamos só nos dois. A sala dela é a última do último andar. Apenas um corredor de acesso. Tornou-se convidativa para o inevitável.

Levantei e ela veio ao meu encontro. Não falamos nada apenas nos beijamos. Um beijo intenso. Uma cumplicidade de que se desejava há muito tempo.

Imediatamente a levantei no colo e prendi seu corpo contra a parede. Beijava sua boca e seu pescoço, enquanto ela gemia baixinho para não despertar a atenção das outras turmas.

Desci ela e virei-a de costas para mim. Enquanto ela rebolava no meu membro passava minhas mãos por todo seu corpo até encontrar seus seios.

Com dificuldade ela se desvencilhou, ela é a rainha, ela manda. Me empurrou na mesa do professor.

Fiquei encostado na mesa, apoiado com mãos para trás. Ela baixou minha calça e começou a chupar. Fui aos céus e voltei. Que boca incrível. A melhor chupada que já recebi até aquele momento. Desfrutava de cada centímetro. Colocava inteiro na boca. Brincava com a cabecinha.

Fui segurar em seus cabelos e ela parou. Olhou fixo nos meus olhos. Apertou forte meu membro. Levantou-se lentamente sem solta-lo. Apertando cada vez mais, no limite de machucar.

Com a outra mão pegou em meu rosto e apertou as duas bochechas para dentro da boca.

Estava eu de boca aberta e presa e com o pau esmagado. Totalmente submisso.

Ela puxa meu rosto para perto do seu. Leva sua boca ao meu ouvido e sussurra lentamente

– Tira a mão

jogando forte minha cabeça para trás. Parecia impossível, mas meu pau ficou mais duro ainda.

Eu era um brinquedo nas suas mãos. Um brinquedo pronto pra lhe dar prazer.

Voltou a chupar com maestria até que não aguentei mais e gozei na sua boca. Ela tomou tudo até a última gota.

Levantou e me deu um beijo.

Estava saindo enquanto eu ainda tentava entender tudo que aconteceu, mas não poderia terminar assim.

Puxei-a pelo braço, sou bem maior e mais forte. Agora sou eu que comando

Continua…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *