Instinto: Aos cuidados dela

Instinto: Aos cuidados dela

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Instintos

Aos cuidados dela.

Olá, pessoal tô aqui pra contar um pouco de minhas aventuras, espero que gostem!

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Me chamo Davi e sou um cara legal, há quem me considere bonito, sou moreno claro, tenho 1,78 de altura e peso 80 kg, sou de porte atlético desde sempre, pois adoro esportes e artes marciais, sempre fui um bom moço, aplicado aos estudos e com objetivos bem definidos para meu futuro, sou comunicativo e extrovertido, graças a esse meu carisma tenho muitos amigos e amigas, sou Boa praça, mas em fim vamos a história.

Quando tinha meus 16 anos, fase linda da minha vida, a minha rotina era muito intensa, estudava de manhã, treinava no ginásio da escola a tarde pois fazia parte do time de futebol de salão, morava com meus pais e meu irmão mais velho, esse era acima de tudo meu amigo, “nó cego” Carlos ja era de maior idade com seus 22 anos, mulherengo e farrista, um tanto diferente de mim, porém sabia fazer a capa de bom rapaz e tinha a confiança dos meus pais. Meus pais tinham uma vida bem corrida trabalhavam com turismo, mais especificamente com cruzeiros, meu pai era de suma importância no navio em que trabalhava e minha mãe gerenciava a cozinha da tripulação. Então nem preciso dizer que passavam muito tempo viajando e eu ficava sob os cuidados de Dona Claudia, essa cuidava das coisas da casa e era responsável por mim, bom eu era o caçula né?

Dona Claudia era uma mulher muito bonita, proximo de seus 40 anos era uma morena cheia de charme, embora humilde em sua condulta, ela fazia as vezes de minha mãe em várias situações. Eu a via basicamente a noite quando chegava do treino, sempre suado ela me recebia como a um filho, mandava tomar banho quando me entretia com algo ou enrolava pra entrar no banheiro, e dona Claudia sempre preparava meu lanche, como meu irmão estava sempre fora, dona Claudia era minha companhia nos fins de tarde e em algumas noites. Ela cuidava das nossas coisas desde que eu era um molecote, porém sempre notei um carinho grande dela por mim, eu a amava como uma tia, cheguei a dormir com ela em algumas ocasiões mas não tinha malícia ou desejo nela até então, tudo começaria a ficar estranho quando certa vez em uma tarde chuvosa de sábado, eu estava assistindo um filme e ela me fazia companhia, Carlos não estava em casa pois havia ido pra casa de sua namorada como de costume, estávamos eu e Dona Caludia assistindo, ela estava cheirosa, aquele cheiro gostoso de hidratante na pele de uma mulher, usava um hobbie azul clarinho e ainda estava com a toalha enrolada nos cabelos para secarem, o filme não era muito interessante e eu assistia porque via que ela tava curtindo, ela estava animada e vibrava com a história, mas de certa forma eu estava gostando de estar na companhia dela, algo estranho estava acontecendo dentro de mim, eu comecei a notar detalhes que antes não reparava nela, como sua pernas torneadas com sua pele macia e brilhosa, suas unhas bem feitas e pintadas, reparei em seu colo, no decote que se formava revelando aqueles seios volumos que nesse momento me hipnotizavam, o que acontecia comigo? Eu realmente não sabia explicar, ainda era virgem e o máximo que havia feito era uns amassos gostosos de vez em quando com Luiza minha namoradinha de escola, mas eu me sentia totalmente encantado com a Dona Claudia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Observava seus movimentos e disfarçava sempre que ela me olhava, ela não se importou quando seu decote abriu um pouco mais, e eu pude apreciar uma parte maior de seu seio, um fogo acendeu mais forte em mim, e minha ereção estava no limite maximo quando eu contemplei aquele seio, meus hormônios tomaram conta da situação e quando voltei a razão percebi que ela me olhava e via o volume que se formou em meu calção.

_ Nossa Davizinho isso é uma homenagem pra mim? Fiquei lisonjeada, rsrs…

Fiquei sem reação, não sabia o que estava sentindo, quando ela levantou, erguendo-se sobre mim, vindo em direção ao meu rosto, tremi na base, fechei os olhos e senti seu beijo carinhoso em meu rosto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

_ Não tenha vergonha disso, você tá se tornando um homem e eu te entendo.

Ela levantou e foi andando de forma, que não sei se era coisa da minha cabeça mas era muito sensual seu rebolado ao caminhar, foi a cozinha pegar algo para beber eu acho, instintivamente levantei-me e a segui, eu na estava pensando direito, era movido pela estranha atração que aquela mulher causava em mim, meu pau estava duríssimo e ela olhava pra ele, isso deveria estar á agradando muito, pois ao dar uma golada no suco que bebia ela empinou um pouco mais a bunda, eu olhei com cara de safado desejando-a.

_Davi você não tá bem meu amor, deixa a tia ajudar você. Disse ela vindo até mim e me abraçando, repousei minha cabeça em seu lindo colo, sentindo a macieis daqueles peitos, recebi um cafuné carinhoso, ela ergueu meu rosto com seu dedo em meu queixo e me deu um selinho.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

_Eu sei o que posso fazer pra ajudar você a melhorar. Falou enquanto eu olhava aquela boca carnuda e sensual proferir tais palavras. Meu tesão estava demais, eu havia sido seduzido por aquela deusa e não havia nada mais que eu pudesse fazer.

Ela me guiou até o sofá, agia de forma totalmente sensual e me encantava 2cada vez mais, sentamos lado a lado, é ela segurou meu rosto e me beijou, um beijo quente, cheio de carinho e desejo, ela invadia minha boca com sua língua macia e doce, enquanto eu podia sentir sua mão passeando delicadamente pelo meu corpo, indo ao encontro do meu pau, que latejava de tesão, ela o acariciou por cima do calção, sem parar de me beijar, então ela libertou meu pau pra fora do calção e começou a me punhetar com delicadeza, ela parou de me beijar, e eu ataquei seu pescoço, o cheiro dela me inebriava, ela gentilmente pôs um dos seios pra fora do hobbie, e falou no meu ouvido pra mamar, eu o toquei, acariciei e cai de boca naquele peitão, chupei, mamei, mordisquei e ela gemia, enquanto me punhetava agora mais forte, a coisa tava muito boa, eu movia meu quadril pra foder aquela mão de mulher, e não pude evitar o orgasmo, melequei sua mão, o leite espirrou sobre sua coxa e minha barriga também, ela sorriu, me beijou, eu pedi desculpa e ela me disse que agora eu iria me sentir melhor, me deu mais um beijo e em meu ouvido disse que sempre cuidaria bem de mim.

Galera sou novo por aqui e os feedbacks vão me ajudar a melhorar e incentivar a trazer todas á aventuras para juntos desfrutamos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *