Instintos: Os Ensinamentos dela.

Instintos: Os Ensinamentos dela.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Instintos:

Os ensinamentos dela.

Depois do que aconteceu na noite anterior, algumas coisas mudaram, eu me sentia mais homem, mais confiante, acordei as 8:00 na manhã seguinte e o café estava pronto, Dona Claudia havia preparado tapiocas e eu adoro quando ela faz, a forma como ela me tratava era 100% diferente de antes, ela me serviu o café da manhã e me beijou no rosto carinhosamente, me perguntou como eu estava, respondi um pouco tenso que estava bem, o simples aproximar daquela mulher me deixava tenso, meu pau ja despertava só por estar perto dela. Vou explicar o porque disso descrevendo a Dona Claudia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Dona Claudia é uma mulher beirando os 40 anos, morena com cerca de 1,65 de altura, ela não é gorda mas tá longe de ser magra, possui um par de pernas torneadas e grossas, uma pele morena e sedosa, seios grandes e firmes, uma bunda bem redondinha, seu rosto com olhos castanhos, um nariz delicado e fino, boca com lábios macios e carnudos com um sorriso espontâneo e lindo, percebi tantos detalhes naquela mulher, só não percebia que ela era minha primeira paixão de fato.

Era difícil dirigir minha palavra a ela, sempre que eu a chamava eu gaguejava e ou exitava em prosseguir falando…

_Do…dona Claudia…

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

_Oi meu amor, me chama só de Claudia! Tá bom?

Pra mim foi um alívio ouvir isso, pois já me incomodava a chamar de Dona.

_ Davi, queria assistir um filme hoje a tarde, vamos? Me perguntou ela toda insinuosa pro meu lado, tenho certeza que nenhum homem resistiria a um convite dela. Claro que concordei, ainda mais que ela exibia seu corpo livremente pela casa, de shortinho curto e blusa de alcinha quase transparente, ela estava muito a vontade desfilando pra lá pra cá realizando seus afazeres, aquela bunda me puxava meus olhos, é seus seios com os biquínhos visíveis sob a blusinha me deixavam louco. Sentia novamente meu tesão me dominando.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Me controle tentando ocupar minha mente com outras coisas, revistas, games etc… logo ela bateu na porta do meu quarto e me chamara para almoçar, eu de pronto larguei o que fazia e fui para a cozinha, ela me serviu e sentou ao meu lado, parecia esperar algum elogio pois havia preparado meu prato favorito, biffe com fritas, arroz, feijão e vinagrete, ela me conhecia muito bem e sabia me agradar, me sentia bem com ela e agora me sentia especial, ela também se serviu e comemos. Carlos então chegou junto com sua namorada, nos cumprimentou tanto ele quanto ela, Sabrina já frenquentva nossa casa a tempos, ela é alta, branquinha e linda, parecia uma modelo, seguiram para o quarto do Carlos, Claudia perguntou se deveria servi-los também, Carlos respondeu que iriam para um churrasco.

Claudia olhou pra mim é sorriu, deu uma piscadinha marota e me beijou na testa. Em seguida meu irmão e sua Namorada saíram já arrumados pra o tal churrasco, ele tava bem animado que ao saírem ele deu uma palmada firme na bunda de Sabrina que o repreendeu,

_Oh, seu Louco respeita teu irmão!

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

_Que nada o moleque é de boa, respondeu ele puxando-a e lhe dando um beijo na boca. Então saíram.

Ficamos novamente eu e Claudia, eu até havia programado um futebol com a rapaziada na quadra do bairro, mas depois de ontem jamais iria deixar de ficar a sós com Claudia. Escovei meus dentes e fui pra sala, la liguei a Tevê e comecei a assistir aquela programação chata de domingo, acabei cochilando no sofá, por um momento sonhei, é sento beijos, me despertei e Claudia estava de quatro sobre mim, me perguntou se eu não queria ver o filme, logo respondi que preferia ver outra coisa, ela riu e sentou ao meu lado,ela sabe fazer uma expressão bem moleca e perguntou o que eu queria ver, então cheio de confiança eu respondi.

_Quero ver esses peitos!

Ela sorriu e fez menção de levantar a blusa, mas não levantou. Riu novamente e me chamou de safadinho, ela ajeitou seus cabelos prendendoos e me olhando viu meu pau duro sob o shorts, era nítido que ela adorava esse jogo comigo, então ela sugeriu.

_Tira sua camisa Davi! De imediato eu tirei.

Ela veio sobre mim novamente ficando de quatro e me cheirou, depois beijou meu pescoço, desceu beijando meu peito, é os músculos do meu abdômen, meu pau faltava explodir dentro do shorts.

_Você é muito gostosinho, todo saradinho, vai fazer muita mulher pirar viu!

_Se você tá dizendo eu acredito.

Respondi sem perceber que já estava totalmente a vontade com ela.

_Davi, vou te ensinar como se trata uma mulher! Falou beijando minha barriga e libertando meu pau do shorts, ela o segurou firme, e o punhetou com carinho e tesão, fechei meus olhos e senti o toque de sua boca no meu pênis, ela o beijava e o lambia, então ela elogiou o tamanho e a grossura dele, fiquei orgulhoso e feliz em ouvir ela dizer que meu pau era grosso, então ela o abocanhou, fui á loucura, ela chupou a cabeça, lambeu o tronco dele, chupou minhas bolas também, nossa que delícia, eu contorcia de prazer, ela me chupou faminta por poxa, é mamou fundo, eu lógico fiquei louco urrando de tesão, ela então levantou, tirou seu shortinho junto com sua calcinha, fiquei maravilhado de ver aquela bucetinhha, depilada mas com um tufinho de pelos aparados no meio, a coisa mais linda de se ver.

.

_Vem Davizinho, vou te ensinar como foder uma mulher!

Ficou de quatro novamente, é empinou seu rabo pra mim, ao ver aquele bucetão molhado, um cuzinho piscando faminto eu perdi meu controle,

_Vem amor fode minha buceta, fode sem pena!

Fui pra cima dela e meti minha pica, tive cuidado mas meti bem forte e até o fim, quando ela sentiu que tinha metido tudo e meu saco batia nela, ela mandou eu foder forte, então comecei a socar… socar… socar, meu corpo batendo no dela, meu pau invadindo a buceta dela, minhas bolas batendo em seu grelinho, eu segurei sua anca e soquei, bombei, ela mandava eu bater na bunda dela, eu bati, ela pedia mais forte dei palmadas fortes e então senti ela gozando no meu pau, ela tremeu e se contorceu, tirei meu pau da buceta e olhei aquele cu, desejei aquele e cu e pedi, ela não deixou e mandou eu meter na buceta de novo, meti e dessa vez ela fez seu show, ela rebolava e engolia meu pau, rebolou, e quicou, me chamou de cachorro saiu da posição me jogou sentado no sofá e montou em mim, engoliu minha pica com sua bucetona e cavalgou,sentou com vontade, beijava e eu segurava sua bunda até que não resisti mais e gozei dentro dela, eu fiquei ali acabado, ela ofegante, meu pau doia, mas estava super feliz, Claudia veio ao meu ouvido e disse:

_Meu macho!

Continua!

Aguardo seus comentários pra poder melhorar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *