Mãe e filha no motel

Mãe e filha no motel

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Andando pela rua de minha cidade, estava tomando uma e procurando algo em uma bela noite de sexta, para variar… (cidade pequena é difícil de achar loucuras).

Parei em uma praça no centro, lugar não muito movimentado, mas quem sai anoite aqui sempre passa por lá. Chegando no local me deparo com um grupo de pessoas, 2 mulheres e 3 homens. Na verdade eram rapazes entre 20 e 24 anos. As mulheres eram uma garota de uns 18 anos e uma mulher de uns 36 anos.

Parei o carro e puxei papo, conhecia um deles (isso é normal no interior), rapidamente percebi que todos estavam bebendo também e por ali fiquei. Digamos que a mulher chamava Fernanda e a moça Bruna para encenar melhor srsr. A conversa não estava boa, cabeça ruim dos caras, conversa de menino, daí minha cerveja estava quase acabando e falei:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

– Vou na conveniência comprar mais cerveja.

– Preciso comprar um cigarro, falou Fernanda…Ela é uma morena clara, baixinha e com tudo encima, peitinhos médios, até bonitinha, ainda mais nessa noite que já era umas 23:00 e eu não iria rapar nada srsrsr…

– Vamos comigo, retruquei com uma risadinha saliente… voltamos agora…

Bruna não disse nada, achou meio esquisito, mas não rejeitou… O posto era na mesma avenida uns 2km de distancia.

Os caras não disseram nada e até pediram para eu comprar uma cerveja para eles, já percebi que eram só conhecidos, na verdade vizinhos de bairro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

No percurso fui logo jogando um papinho fora, comecei a imaginar traçando essa vadia, já estava no grau da cerveja e fui ficando mais soltinho até porque já percebia suas olhadas lá na praça.

Parei o carro de proposito longe do movimento, entre caminhões no escuro e fui rápido a conveniência comprei cigarro e bebidas. Entrei e dei uma latinha para ela.

– Reparei o quanto era linda lá na praça… ela deu um sorrisinho de lado e disse: – Obrigada, você também é atraente… realmente sou apresentável, não um lindo mas pegavel fácil na noite srsrsr…

Fui dar para ela uma bala e aproveitei a aproximação e segurei seu rosto e lasquei um beijo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Ela era quente, chupava minha língua com tesão… aproveitei e coloquei sua mao em meu pau, que estava duro na calça… ela foi apalpando devagar e apertando a cabeça dele devagarinho…hummmmm. Desabotoei minha calça e coloquei a rola para fora, enquanto beijava e acariciava seus peitos pela blusa… ela estava de short jeans, já tinha acariciado todos suas pernas.

Ela começou a punhetar minha rola, logo logo começou a chupa-lo alí no carro, ainda bem que parei longe srsrsr

– Vamos para o motel…disse

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

– Só se for para ficar a noite, toda disse ela…dando um sorriso enquanto lambia a cabeça; – mas terá que comprar um ‘negocinho’ para animarmos….

Senti minha rola pulsar, meu coração acelerou e falei:

-Vamos, sei aonde compro para a noite toda….Aproveitei o lugar foi no auto-atendimento e peguei mais dinheiro, compramos e ela falou:

– Minha filha não pode ficar lá ela tem que ir… Aí sim senti calafrios…srsrsr imaginei é hoje que faço a maior loucura de minha vida…

Dei a bebida para os caras e ficamos conversando um pouco, já tinha dado uma ‘animada’ dentro do carro e estava louco de tesão, Fernanda também e estava louca para ir para o motel.. ela chamou bruno no canto e ficou conversando. Percebi resiliência dela, mas depois de uma conversa cedeu… Elas eram só conhecida deles e inventou uma historia que iriam para casa e eu daria carona. Não contestaram.

No caminho do motel, descobri que era uma filha de criação e que as duas gostavam de usar juntas… (mas acredito que isso era a primeira vez ir para o motel com um homem)…

Chegando lá tentei quebrar o clima, conversando bastante e me mostrando ser um cara legal, elas já foram duas vezes e já chaparam logo, fui uma grande e o tesão subiu na hora…

Deitei na cama e rolava um pornô…Fernanda no clima e com tesão enorme deitou com a cabeça sobre minha barriga e começou a punhetar minha rola sobre a cueca… logo sacou para fora e chupava devagarinho vendo o pornô…

Bruna, acanhada, ficou na beira da cama olhando o vídeo…

– Nossa mae, disse envergonhada.

– Fica tranquila, vem brincar um pouco…

Bruna recusou, sua mae pediu para ficar de sutiã e calcinha ela ficou meio chateada mas cedeu… era uma morena lindinha, toda lisinha, mas percebi que não iria come-la, apenas com os olhos srsrsr.

Cada vez que ela levantava para ir ao balcão para “usar” via aquela bundinha linda e meu pau pulsava cada vez mais… Fernanda percebia e adorava srsrsrsr.

Colocava Fernanda de quatro e chupava seu cuzinho desejando sua filha, Bruna percebia mas era irredutível, por volta das 4 da manha ela pediu para ir embora, chapada, não recusei e a levei…. não tentei nada mas queria viu srsrsr

Voltamos para o motel eu e Fernanda e transamos a noite toda com muito tesão, falava que queria comer bruna daquele jeito, chupa-la todinha, isso fazia Fernanda gozar cada vez mais…

Adormecemos era umas 13hs no outro dia….

Foi uma das maiores loucuras que já fiz, pelo fato de ter um incesto, e claro uma madura que sou louco de tesão…(desculpe ficar grande, mas que quis detalhar o máximo).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *