Me segurando de prazer na casa do sogro

Vou iniciar me descrevendo, sou branca, 1,60 de altura, cabelos longos e claros e um ar sensual banhado de uma ingenuidade forçada que costuma enlouquecer, tenho 21 anos e o que vou narrar aconteceu comigo alguns anos atrás quando eu ainda era virgem.

Festas de fim de ano e com elas chegam todo aquele espírito de união com familiares e amigos, comigo não foi diferente, fui convidada a viajar com a família de um amigo de colégio, e claro topei na hora, era minha chance de ter mais tempo a sós com ele, seria bom para ambos. Fiz minhas malas, eles passaram para me buscar e saímos, quando chegamos o Lucas (meu amigo rs) decidiu me apresentar a casa, gostei bastante, conversamos e curtimos tudo de uma forma muito inocente, mas eu queria era tê-lo só pra mim mais tarde.

A noite finalmente chegou e aos poucos todos foram se recolhendo para seus quartos, Lucas e eu havíamos optado por ficar pela sala mesmo, com a desculpa de que veríamos filmes madrugada a dentro. Nos trocamos, eu fiz questão de colocar um shortinho bem provocante e deitei ao lado dele, todos já haviam se recolhido a seus respectivos quartos, logo, eu e lucas estávamos a sós e cheios de desejos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Começamos a nos beijar, um beijo demorado e cheio de desejo acompanhado de carícias pelo meu corpo… As mãos dele passeavam pelos meus peitinhos e os apertavam… Em seguida ele me pediu para mostrar pra ele os meus peitos e claro, não me fiz de difícil, levantei a blusa para expor meus peitinhos que desejavam aquela boca que há pouco tempo atrás estava me beijando. Ele devorou os meus peitos, mordeu com força, chupou, me apertou, eu sabia que ficaria toda marcada, mas estava gostando de toda aquela situação que me excitava cada vez mais.

Ficamos nessa brincadeira com meus peitinhos até que ele resolveu me chupar, minha calcinha já estava completamente molhada quando ele chegou com a boquinha. Que sensação! enquanto ele me chupava me penetrava com um dedinho, que ele usava para fazer movimento de entra e sai, que eram maravilhosos, ao mesmo tempo que brincava com meu cuzinho e ia me deixando cada vez mais enlouquecida, eu me contorcia em cima daquele colchão e entrelaçava minhas pernas ao redor dele, eu gemia, dizia que estava gostoso e pedia para ele não parar.

Ele me obedecia, e não parava de me chupar, eu me esforçava pra não gemer alto, e tapava a boca com as mãos, não queríamos acordar alguém e acabar com a nossa festinha. Comecei a sentir minha perna tremer, e ele me pedia pra gemer pra ele ouvir e eu soltava alguns gemidos abafados e isso o incentivava, mordia a parte interior das minhas coxas com força, e me masturbava. Que maravilha! Sabíamos que não iríamos transar, no entanto, isso não nos impediu de continuar, consegui gozar na boquinha dele, mas não estava saciada, queria chupá-lo.

Pedi para que ele se deitasse, e abaixei o short que ele usava, sem nada por baixo, seu pau apontava pra cima e estava bem durinho, perfeito pra foder uma boca quente, molhada e cheia de vontade. O pau dele não era muito grande, ficava na média dos que eu já havia visto, também não era muito grosso, mas era bem gostosinho e me excitava, fiquei por um tempinho apenas punhetando e olhando p ele, eu sabia que ele me desejava e eu queria vê-lo assim.

Cai de boca, literalmente abochanhei aquela maravilha, coube quase tudo na minha boca, eu brincava com a cabeça dentro da minha boca, girava a minha língua em torno dela, lambia todo o comprimento, e quando dava uma pausa eu dava umas mordidinhas na parte interna da coxa dele. Permanecemos assim, com ele segurando minha cabeça e guiando como queria, revisava entre me dar tapinhas na cara quando eu olhava pra ele, e puxar meus cabelos… Até que gozou de surpresa, e claro que eu não iria deixar vestígios de nossa brincadeirinha, engoli tudo e deixei seu pau limpinho, nos beijamos mais um pouco com direito a apalpadas no peitinho e em seguida caímos no sono, pois já estava quase amanhecendo. Aprontamos mais pela tarde, caso queira continuação comentem abaixo. beijinhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *