Minha ex cunhada

Minha ex cunhada

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Bom é meu primeiro conto, então, peguem leve…

Tudo começou com a separação do meu irmão com a dita cuja cunhada, ela sempre me elogiou, falou bem de mim pros outros inclusive na frente do meu irmão, com a separação deles o meu irmão, que vamos chamar de “Rick”, decidiu voltar a nossa cidade natal a capital do RS e sua ex decidiu ficar por aqui, por motivos que eu desconheço, eu como criei uma vida aqui na praia continuei morando aqui.

Desde a separação deles eu e minha ex-cunhada, que se chama Kelly, que já eram os bem próximos como amigos fomos nos aproximando ainda mais. Certo dia estávamos conversando pelo Whatsapp e trocamos alguns elogios e algumas vontades até que chegou o ponto de um desafiar o outro a subir o nível dessa amizade, depois de alguns minutos já estávamos um falando que queria o outro, ambos nos rendemos ao desejo e marcamos de ir ao motel, nos dois moramos sozinhos mas como um mora perto do outro e tem bastante gente da família dela morando perto e por causa do pouco tempo de separação deles mais o fato de ser minha ex cunhada foi a melhor opção, nos encontramos umas duas quadras depois da casa dela e fomos em direção do hotel, pensei que nem fosse rolar mas assim que abri a porta do carro a Kelly já estava me olhando com aquela carinha de criança quando apronta e eu tentei não mostrar meu contentamento.

Sentou no meu lado e não disse nada só ficava me olhando e eu como dirigia só dava umas olhadas de canto de olho na carinha que ela fazia e claro no seu corpinho lindo, aliás, Kelly é uma loura linda de cabelo tingido de preto azulado, corpinho mignon, 1,60″ 1,65″ um par de seios lindos, redondo, auréola rosadinhas e pequenas, uma bunda grande e gostosa e a bocetinha inchada rosadinhas é depilada.

Pouco antes de chegar no primeiro motel que vi pela frente ela já estava bem falante e deixando a “mão boba” ir até minha perna cintura e de vez em quando escorregava para o meu pau meio que disfarçadamente.

Entramos no motel e subimos para o quarto, abri uma cerveja enchi duas taças e entreguei uma pra Kelly, mal bebeu pediu para ir ao banheiro e eu fiquei na cama sentado esperando ela sair, quando saiu estava de lingerie vermelha e na maior naturalidade me perguntou pq ainda estava com as roupas, eu fiquei sem reação na hora, estava paralisado no corpo dela na mi há frente seminua. Ela então pulou pra cima de mim e com muita pressa venho direto pra parte do botão da calça e já foi abrindo o zíper fazendo o pau bater na cara dela com tudo, sem nem por a mão já abocanhou com vontade e começou a me chupar com uma fome que eu não pude fazer mais nada além de tirar a camisa e por a mão no rabo de cavalo tentando controlar os movimentos da Kelly, consegui deita-la na cama e tirei a calcinha no dente mesmo, lambendo e mordiscando suas pernas, bunda e os lábios maravilhosos daquela bocetinha, depois de um tempo abri suas pernas e me posicionei para o ato, ela só me perguntou se eu tinha certeza daquilo, confirmei perguntando::

Você tem???

E sem falar nada agarrei sua cintura e puxei pra mim enquanto pressionava meu pau nela, aconteceu, transamos de todas as forma que conheço com a maior intensidade possível, ela toda hora me dizia o quanto tempo ela queria isso é eu ouvindo e metendo sem falar nada até que ela me avisou que tinha gozado eu brinquei com ela dizendo que era pra me esperar que ia me deixar na mão e ela decidiu que não tinha acabado me disse pra deitar e foi me chupando aos poucos até deixar meu pau todo molhado, cuspiu nos dedos passou na bunda e foi encaixando seu vizinho no meu pau, primeiro lentamente até se acostumar com o tamanho “nem é tão grande tem entre 16 e 20 cm”, depois foi quando mais rápido até que não pude aguentar e gozei com tudo no vizinho dela, marcamos de nos vermos de novo e eu fui, mas isso eu conto uma outra hora…. obrigado gente desejo boas gozadas pra vocês!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *