O Amor Entre Tio e Sobrinha

O Amor Entre Tio e Sobrinha

Meu nome é Pri, tenho 1,63 cm, seios grandes pra minha idade, bumbum médio, cabelos longos e pretos e coxas lindas, e o conto é sobre o amor fraternal entre eu e meu tio.

Meu tio tem 38 anos e tem uma oficina que fica na rua da minha casa por isso todos os dias ele vem almoçar aqui.

Aqui no bairro onde moro até hoje os meninos todos me conhecem e são bem gentis comigo, eu sempre tive um lado sexual muito forte, mas pela minha idade deixava isso bem oculto em mim, pois não queria ser mal falada por ninguém por isso eu me guardava muito. O máximo que rolava com alguns ficantes era beijos e umas sarradas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Pois bem, meus pais são muito ocupados, ambos trabalham e almoçam em seus próprios empregos, mas minha mãe sempre deixa a comida pronta antes de sair, assim tanto meu tio (irmão do meu pai) quanto eu almoçamos no mesmo horário, pois almoço assim que chego da escola.

No almoço quando conversava com ele percebia que ele era o tipo de homem mais velho que nunca tinha uma só mulher na vida, acabara de sair do seu 5 casamento, e eu já sabia o motivo, traição, assim como foi com as outras 4 anteriores, meu tio era o típico homem de carne fraca, quando via um rostinho mais bonito já partia pra cima sem pensar dias vezes, e às vezes quando eu usava alguma roupa mais curta, um shortinho, ou uma blusinha regata mais decotada, ele me olhava demais, mas quando percebia que eu notava ele virava o rosto bem constrangido, mas era inevitável não pegar ele me olhando com uma cara de safado, sorte que meu pai que é irmão dele nunca percebeu nada.

Um dia, durante o almoço sentados no sofá vendo televisão meu tio puxou um assunto constante das tias “e os namoradinhos ?” Ele perguntou pra mim. Meio surpresa com a pergunta eu apenas disse

– Ah, estão lá, nenhum que chame a atenção ainda, muitos infantis, sem cabeça ainda.

Meu tio concordou e continuou a assistir.

Com o passar dos dias ele começou a ficar mais carinho comigo, até a comprar algo antes de ir pra casa, algum doce, sobremesa para comermos juntos, e sua forma de me tratar mudou também.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Ele começou a me abraçar mais, chegava por trás de surpresa (eu podia sentir seu pau meia bomba pressionando minha bunda).

Então nesse dia estávamos almoçando e assistindo no sofá, eu comi e deitei minha cabeça no ombro dele, depois de um tempo ele começou a fazer carinho em minha cabeça, até que foi descendo e alisando minhas coxas. Eu fiquei toda arrepiada, impossível ele não ter notado, mas eu fiquei quietinha sem reação na hora.

Ele continuou alisando minha coxa, e começou a me falar de como me viu um bebê e como agora eu já era uma moça, linda, com um corpo lindo, e que teria muito ciúmes de mim quando aparecesse em casa com um menino qualquer de namorado. Me disse ela eu me auto valorizar e que minha primeira vez deveria ser especial, com alguém que tivesse cabeça e não fosse tão infantil como eu mesmo havia dito a ele.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Nisso o pau dele já tava quase pulando do short, bem duro e ele então pediu para eu sentar no seu colo. Sentei, ele me segurou pela cintura. De repente ele botou o pau pra fora e disse:

– Pega um pouquinho, olha como ele tá duro por você.

Essas palavras me deixaram com tesão e resolvi pedir pra ele ir com calma e expliquei que nunca havia feito nada mesmo, nunca. Ele disse que tudo bem, iria doer um pouco, mas seria especial e muito prazeroso, e acima de tudo seria um segredo nosso. E finalmente eu conseguiria fazer oque eu tanto queria e ainda assim não ficaria mal falada pelo bairro.

Aquilo doeu pra cacete, parecia que o pau dele ia me rasgar toda e eu dei um gemido bem baixinho e disse que tava doendo. Ele parou e perguntou o que foi, aí respondi que tava dolorido e ardendo um pouco, mas ele garantiu que seria assim só na primeira vez e tentou me relaxar chupando meus seios.

Funcionou, e ficou mais fácil dele me comer. Ele deitou por cima de mim e começou a bombar gostoso e toda hora perguntava se tava gostoso. Eu falava que sim e ele metia mais gostoso ainda, eu tava tendo minha primeira relação.

Ele tirou o pau de mim e nessa hora ele colocou na minha boca e gemeu alto quando eu comecei a chupar todinho. Meio sem jeito.

Logo ele tirou e voltou com o pau dentro de mim novamente. Não demorou muito e tive um orgasmo forte, quase cai, e logo ele gozou também.

Nessa dia que a gente transou eu fiquei toda dolorida, nos outros dias tudo voltou ao normal, e o segredo permanece guardado, valeu a pena ter perdido a virgindade com meu tio.

Eu sou nova com contos, então seria ótimo ouvir opiniões, sugestões e avaliações de vocês leitores.

Meu e-mail : [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *