Primo do meu namorado

Primo do meu namorado

Olá sou a Jay, sou branquinha, cabelo preto, 23 anos, 1,70 de altura, bunda e seios médios.

Meu namorado e a família dele conseguiram uma promoção para passarmos o final de semana em Fortaleza onde mora outra parte da família dele (avó, tias e primos).

Chegamos lá numa sexta feira de noite e iríamos embora no domingo a noite. Lá onde eles moram é uma cidadezinha no interior de Fortaleza. Ficamos na casa da vó do meu namorado. A vó dele mora junto com um primo do meu namorado, chamam ele Toinho, ele é meio doidinho da cabeça, vive se metendo em encrencas pela cidade, ele é bem feio, tem pele escura, meio barrigudo, tem 33 anos mas aparenta ter uns 40. A família não gosta muito dele, a vó dele deixa ele morar lá porque tem pena dele.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Eu sentia pena dele, conversei um pouco com ele na primeira noite e percebi que embora ele fosse meio doidinha e falasse muita besteira ele no fundo era uma boa pessoa, mas a família toda ignorava muito ele.

No dia seguinte a família do meu namorado alugaram 2 vans pra levar todo mundo na Serra onde a família do pai dele tinha um sítio, quando estávamos perto de sair notei que ia deixar o toinho sozinho em casa, ninguém queria que ele fosse. Falei com meu namorado pra ele fazer alguma coisa porque não era certo deixar ele lá sozinho, mas meu namorado como também não gosta dele me ignorou e disse que não podia fazer nada… acabei discutindo com ele no quarto e disse pra ele que então eu não iria. Ele ficou puto comigo depois de muito discutirmos ele me olhou com raiva e disse: “ok Jay, se você nao quer ir por causa dele merda então fique aí com ele, não vou mais perder meu tempo com você… fica aí fazendo companhia pra ele, prefere ficar brigada comigo por causa dele… foda-se então, aproveita e da pra ele também, já que tem tanta pena dele..”

Ah mas eu fiquei muito puta quando ele disse isso e ainda me deu as costas e foi embora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Depois de um tempo saí do quarto e fui tomar banho, coloquei uma saia branca de tecido leve, calcinha preta de tamanho normal, e uma blusa rosa não muito decotada com sutiã preto. Fiquei na sala vendo TV, e então percebi que depois que todos saíram eu não tinha mais visto o toinho, então fui nos fundos da casa, toinho dorme em um quartinho que fizeram pra ele no fundo do quintal da casa. Cheguei lá era um quartinho muito pequeno, mal cabia a cama e uma cômoda. Quando chego na porta do quartinho, a porta estava só encostada deixando uma pequena brecha, eu dei uma espiada e vi toinho deitado na cama tocando punheta, não pude deixar de notar seu pauzão escuro e grosso, tinha uns 19cm. Ele estava deitado de costas pra porta, então não me via. Eu não sabia oque fazer, minha buceta estava encharcada de tesão. Começei a andar de volta pra casa mas lembrei do meu namorado brigando comigo e ainda ficou de palhaçada falando pra eu dar pro toinho, ai o meu sangue ferveu e eu deixei o tesão e a raiva falar mais alto, chamei pelo toinho e começei a andar até seu quarto, abri a porta e ele estava sentado na cama, estava suado e ofegante e tentava esconder o volume do seu pau dentro do short… desfaço e pergunto porque ele estava lá no quarto ao invés de estar lá dentro de casa.. Ele disse que não gostam que ele fique por lá, eu então chamei ele pra ir pra dentro de casa comigo, pra conversarmos e ver algum filme. Ele aceitou e pediu que eu fosse na frente que ele já ia. Imaginei que ele disse isso pra eu não ver que ela estava de pau duro, eu disse que tudo bem e fui pra dentro de casa.

Fiquei lá no sofá, e logo ele chegou e se sentou do meu lado, e começamos a conversar sobre a família dele, sobre eles não gostarem dele e tal, notava que ele olhava o tempo todo para as minhas pernas, que ficavam quase toda de fora porque minha saia era um pouco curta, eu estava com o controle da TV e um copo de plástico com um pouco de água dentro no meu colo, disse pra ele que ia no banheiro rapidinho, e ao me levantar propositalmente deixei o controle e o copo cair no chão, ele ia se levantando pra ajudar a limpar e eu rapidamente disse que nao precisava e que ele podia ficar la sentando que eu limparia rapidinho, eu me abaixei na frente dele pra pegar o controle e o copo, deixando minha bunda empinadinha na direção dele, com certeza ele viu toda minha bunda e minha calcinha preta que protegia minha bucetinha por debaixo da saia. Dei o controle na mão dele, notei o volume crescendo no short e fui na cozinha levar o copo e pegar um pano pra secar o chão.

Quando estava voltando dei uma espiada no corredor que dava na sala e vi ele apertando o pau por cima do short. Voltei na cozinha tirei minha calcinha e voltei pra sala, cheguei na sala, me ajoelhei e fiquei de quatro na frente dele enquanto secava o chão, assim ele podia ver minha bucetinha e meu cuzinho de quatro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Terminei de secar o chão e olhei pra trás com cara de safada e ele olhando fixamente pra minha buceta.

Eu:”gostou?”

Ele se fez de desentendido, e começou a gaguejar pedindo desculpas por estar olhando, ainda de quatro me virei pra ele e coloquei minha mão sobre seu pau.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Eu:”pelo visto você tava adorando né seu safado..”

Abri seu short e puxei seu pau pra fora, começei a masturbar ele e ele começou a gemer de prazer.

Eu:”você gosta assim?”

Ele:”muito, muito gostoso…”

Fui aproximando minha boca do seu pau, e ele segurou minha cabeça e disse:”oque você vai fazer? Você é namorada do meu primo..”

Eu:”qual problema? Você não quer? Não me acha gostosa?”

Ele:”sim sim… mas não é certo, não podemos ”

Eu:”claro que podemos, é só você curtir e não contar pra ninguém ”

E fui logo colocando a boca no pau dele. Ele se calou e só gemia. Chupei e lambi todo seu pauzão .

Eu:”Nossa que pauzão que você tem. Que delicia”

Ele:”aah, porra que tesão da porra… é maior que do meu primo?”

Eu:”Acho que do mesmo tamanho, mas o seu é mais grosso, adoro pica grossa”

Ele sorriu satisfeito e disse:”então mama gostoso sua safada… tô adorando essa tua boquinha gulosa”.

Depois de um tempo chupando ele, eu me levantei e levei ele pro quarto, tiramos toda nossa roupa, ele se deitou na cama e eu subi encima dele.

Eu:”e aí seu safado, quer comer a namoradinha do teu primo?”

Ele:”quero muito, tô louco pra comer você”

Eu:” muito safado você hein, vai fazer ser primo ser corno..”

Ele:”aquele idiota nem liga mesmo pra minha existência, vou me vingar dele fudendo a namoradinha safada dele”.

Peguei no pau dele e coloquei na entrada da minha bucetinha e fui descendo engolindo seu pau com minha buceta e começei a cavalgar no pau dele, gemiamos muito juntos. Depois fiquei de quatro pra ele e ele me fudeu forte.

Eu:”isso… me fode gostoso vai, mete com força na minha buceta… soca esse pau em mim”

Ele:”putinha gostosa… tá gostando do meu pau tá?… vou arrombar tua buceta todinha. ”

Eu:”sim.. tá uma delícia, me arromba gostoso vai..”

Ele:”Meu primo é muito corno mesmo… queria ver ele me ignorar agora que eu tô com meu pau enterrado na buceta da namorada vadia dele”

Eu:”queria seu safado?… queria que ele visse você fudendo a namorada dele?… Eu também queria que ele visse, queria que ele visse eu gozando no teu pau… mete gostoso que eu vou gozar..”

Ele socava forte na minha buceta e puxava meu cabelo, enfiava o dedo no meu cuzinho, dava tapas na minha bunda, me fez gozar muito gemendo alto de prazer.

Ele:”porra como você é gostosa… sua bucetinha aperta gostoso meu pau enquanto goza”

Eu:”gostoso, me fez gozar gostoso com esse pauzão… ”

Ele:”tá gostando de gozar no pau do primo do corno?”

Eu:”tô adorando… o corninho foi me deixar sozinha com você e esse seu pauzão, tá merecendo o chifre..kkk”

Ele:” com certeza ele merece, vou te devolver toda fodida pra ela ”

Eu:”então me fode vai… sabe oque ele merece também?…. Que o primo dele encha a buceta da namorada dele de porra”

Ele:” puta que pariu… posso mesmo gozar dentro? Porra aquele desgraçado merece mesmo…”

Eu:”pode e deve, quero teu leitinho quente dentro de mim, goza bem fundo na minha bucetinha… da leitinho pra namorada do primo”

Ele começou a meter com mais força, sentia seu pau socando meu útero, ele começou a gemer e eu fala:” isso goza na tua putinha… deixa minha buceta branquinha de porra ”

Ele logo começou a gozar e gemia alto, seu pau pulsava muito dentro de mim, me dando muito tesão, quando ele saiu de dentro de mim escorreu muita porra da minha buceta. Eu dei uma chupada no pau dele, ficamos deitados na cama um pouco e depois ele voltou pro quartinho dele e eu fui tomar banho.

No início da noite meu namorado e sua família chegaram. Meu namorado nem falou comigo, minha sogra perguntou se eu estava melhor… Meu namorado tinha dito pra eles que eu estava passando mal e por isso não ia com ele. Eu entrei no jogo dele e disse pra ela que já me sentia melhor

De noite todos foram beber em um bar perto de casa, como meu namorado não estava falando comigo eu não fui. Fiquei em casa muito chateada com ele. Estava só eu, a vó dele e o Toinho em casa. A vó do meu namorado já estava dormindo no quarto dela, e toinho estava no banho, eu estava no quarto, como já era mais de 22h eu coloquei uma camisola vermelha pra dormir, como sabia que toinho estava no banho e teria que passar em frente à porta do quarto que eu estava pra poder ir pros fundo da casa, eu fiquei sem calcinha, deixei a porta toda aberta e me deitei na cama de bruços e com as pernas bem abertas pra ver qual seria a reação dele quando passasse pela porta.

Não deu outra, assim que o safado passou pela porta, ele entrou e fechou a porta… Eu fingia que estava dormindo, senti ele subindo na cama e logo sinto seu cacete penetrando minha buceta, solto um gemido, olho pra trás e falo: “Nossa seu tarado, já quer mais?”

Ele:”quero muito mais, você é muito gostosa”

Eu:”então mete vai, fode a putinha namorada do teu primo de novo”.

Ele começou a meter gostoso, eu tentava segurar meus gemidos, ele falava pra eu gemer baixo pra vó dele não ouvir, eu só pedia pra ele me fuder gostoso com o pauzão dele. Logo eu gozei gemendo com a cara no travesseiro pra abafar os gemidos e ele continuava metendo sem parar.

Eu:”goza logo toinho, daqui a pouco seu primo vai chegar”

Ele:”foda-se ele, tô nem aí. Quero mais é que ele veja eu fudendo a putinha dele.. Que ele veja eu leitando sua bucetinha apertada…”

Eu:”seu puta safado, você me deixa doida de tesão falando essas coisas.. vou gozar de novo, goza comigo vai..”

Ele:”gosta né sua puta… vou gozar na tua buceta…queria que tu engravidasse de mim, aí minha vingança ficava completa…”… em instantes gozamos juntos, ele encheu minha buceta de porra e me deu um beijinho no rosto e foi pro seu quartinho, eu fiquei ali quietinha do mesmo jeito só sentindo a porra escorrer da minha buceta. Fiquei assim deitada de bruços até meu namorado chegar, queria ver se agora ele não ia falar comigo…

Depois de alguns minutos o pessoal chegaram, meu namorado entrou no quarto, estava meio bebado, dava pra sentir o cheiro de bebida na hora que ele entrou, ele fechou a porta, se aproximou de mim, e falou com raiva mas sem gritar, provavelmente pra ninguém ouvir: “Que merda é essa Jay? Porque tem um monte de porra saindo da tua buceta?”

Eu abri os olhos, olhei pra ele e disse:”Agora você fala comigo né… precisei dar pra outro pra você olhar na minha cara..”

Ele:”caralho, sua piranha, tava dando a buceta pra quem?”

Eu:”ué, hoje de manhã você não ficou todo putinho só porque eu fiquei defendendo o toinho e quando você estava saindo você disse “aproevita e da pra ele”, então… Eu dei mesmo pra ele e dei 2 vezes..”

Ele com raiva deu um soco na cama, me chamou de vadia, disse que eu não prestava, que dava a buceta pra qualquer um, reclamou que eu fui dar logo pro primo que ele mais odiava, E que faltei com respeito com a casa da vó dele. E rebatia dizendo que ele também saía pegando todas e que eu tinha o direito de fazer o mesmo, principalmente depois da forma que ele me tratou de manhã, lembrei a ele que ele também tinha comido minha prima e que agora estamos quites. Ele resmungou mais um pouco e eu já estava cansada de brigar, me levantei e fui até ele, metia a mão no pau dele por dentro do seu short, seu pau estava duro.

Eu:”para de reclamar amor, não finge que isso tudo não te deixou excitado”

Ele:”Sim, mas tô puto por ter sido com o toinho..”

Eu:”relaxa amor, poderia ter sido com qualquer outro, sabe que sou putinha. É só diversão, p cacete que eu amor é o teu….”

Já fui me ajoelhando e colocando o pau dele pra fora do short e caí de boca, chupei ele com vontade, que nem uma puta.

Ele:”isso, mama meu cacete minha putinha… chupou o cacete do toinho também hein?”

Eu:”chupei amor, chupei muito o pau dele… Ele tem um cacete grosso muito gostoso”

Ele:”sua cadela… deita aí que quero comer essa tua buceta gozada..”

Deitei na cama, abri bem as pernas, passei os dedos na minha buceta, melei meus dedos na porra que saía da minha buceta e depois colocava na boca.

Eu:”Aí amor, a porra do teu primo é muito gostosa… mete teu pau na minha buceta que teu primo acabou de esporrar vai…”

Ele meteu seu pauzão na minha buceta e começou a bombar forte dentro de mim, eu abafava meus gemidos com o travesseiro no rosto, gozei muito com meu corninho metendo com força em mim, ele me deu uma verdadeira surra de pica, principalmente quando me colocou de quatro e socou tão forte que tirou sangue da minha buceta, eu gritava com a cara no travesseiro pra ninguém ouvir.

Ele dava fortes tapas na minha bunda, e falava:”toma sua vadia, é assim que você merece sua vagabunda. Foi dar pro merda do meu primo, agora aguenta as consequências, vou acabar contigo.”

Ele socou forte sem parar até gozar na minha buceta. Minha buceta ficou cheia de porra misturada com sangue. Reclamei da brutalidade dele e ele me mandou calar a boca. Fui tomar um banho, minha buceta ardia muito, quando saí do banho meu namorado já estava dormindo, e eu fui dormir também. Fiquei 3 dias com dor, sem conseguir nem tocar direito na minha buceta, meu namorado nunca tinha sido tão bruto comigo, nem nenhum outro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *