TENS RAZÃO XEXÉU MULHER QUE LEVAR A 2ª PICA SEM A 3ª NÃO FICA

Estava lançada a sorte! Lurdes e eu dávamos início ao que seria delicado por se tratar de assuntos de total intimidade de um casal.  Nosso   amigo Professor quase implorando, pede para que nos aproximemos da Rosa sua esposa, e a Lurdes vá minando a cabecinha dela  para convence-la de que será muito bom, salutar mesmo  começar a dar para outros homens ou um Macho fixo para qualquer hora. Durante as lamentações do Fêssor, como é chamado, citou várias vezes que estava ficando insuportável a Rosa ser tão careta.                (…descobrimos lá pra frente que a Rosa não é careta!  Ela gosta é de buceta “) (também) foram horas, dias semanas e Lurdes não avançava nas tratativas, uma vez que a madame não dava espaço quando o assunto pendia para o lado do sexo. – ROSA. Um mulherão! Belas   coxas bem marcadas quando vestia uma saia jeans por exemplo.   Bunda d + apetitosa,  ali, abaixo de uma cintura “violão”. Boca carnuda, seios médios cheios, quadril na medida certa alinhado com todo o restante daquele corpanzil.  De bermuda ou calça essas de andar na praia ou ir a academia, era visível a   olho nu o capô de fusca indicando:  aqui uma buceta cheia de graça e bem conservada pois o Fessor chegava por ali raras vezes e outros nem perto passavam já que sua proprietária a mantinha fechada com as 7 chaves da moralidade. Rosa e Lurdes caminhavam na Praia todos os dias. As vezes pela manhã outras a tarde, era a chance que minha esposa tinha de atirando para todos os lados, acertar a puta escondida nas entranhas das senhoras Rosa. Um dia desses Lurdes me pergunta:  Está com vontade de comer a Rosa? Estou! Já perdi a conta de quantas punhetas toquei por causa dela. Então corninho! Vamos fazer isso acontecer? To contigo meu corno manso.   – Fechado minha Puta! Agora me fale:  aquele papo de foder com dois dotados, o teu Pauzudo e mais um, está valendo? Claro! Penso nisso todos os dias! Me vejo assim de 4 na cama, com o Pauzudo atolando o mastro no meu cuzinho e o outro por baixo sendo cavalgado por esta tarada putona kkkk… – Esse segundo!  Onde anda?  Como encontra-lo? – Se vira corno! Eu quero, o Pauzudo quer e você também horas!

Bem, numa dessas o teu macho   conhece algum pau grande fodedor! – Então fale com ele! –  Fui firme, e cumpri o decreto da Puta Lurdes. Pedi ajuda ao amigo comedor da minha esposa, que me garantiu solução imediata para a questão. – Dois dias depois. – ‘SURPRESA!” anunciava o   Pauzudo   que entrava pela sala acompanhado por um moreno alto, forte, com largo sorriso e muito simpático. Feita as apresentações o comedor da minha esposa/puta abraçado nela diz que vieram para passar a noite. Propositadamente a Lurdes senta no meio do sofá facilitando para que um macho se sentasse de cada lado dela. Lurdes parece ter diminuído ali entre os dois grandalhões. O moreno passa um braço pela cintura da puta e a puxa para junto de si.  Lurdes se entrega a um demorado beijo de língua enquanto o   Pauzudo com uma das mãos acariciava a buceta da safada. Lurdes age rápido e começa a alisar por cima da roupa, os cacetes que começavam a endurecer. Fiz um plano fechado para cada um.  Era merecido, pois os volumes eram   grandes e salientes. O Moreno abre o zíper e meio desajeitado vai tirando a bermuda juntamente com a cueca.  Eis que surge um negócio morenaço, robusto, encorpado conhecido por; cacete, pau, rola, pinto, jeba, piroca etc etc… e já veio duro! Empinado, arregaçado e veias salientes o que lhe garantiam um aspecto   musculoso/latejante. Lurdes enche a mão! Ou, o pau do moreno encheu a mão da puta. Aquele movimento do “esconde a cabeça, mostra a cabeça “estava virando punheta tocada pela Lurdes que gemia com   um ou dois   ou   três dedos do Pauzudo enfiados na buceta. O pauzudo também libera seu mastro, e os dois meios que ajoelhados, esfregam   seus cacetes no rosto da puta. Em um momento abocanha, em outro lambe, em outro esfrega.  Estavam os 3   pelados. Lurdes se vira, e senta no pau do moreno. Eu já tinha notado que o   cacete do moreno era mais grosso do que o Pauzudo.  Tamanho digamos iguais. Lurdes gemia e confirmava a minha suspeita. “Ui que pau grosso!  Ai que delícia!   O Pauzudo chega mais e coloca seu mastro na boca da Lurdes. Pouco fora de ritmo, ela consegue chupar e foder. O Moreno faz sua parte e estoca de baixo para cima.  – “Eu quero os dois dentro de mim” falou a digníssima minha esposa.  Então se ajeitaram, veio o   pauzudo por traz e foi atolando os 21 cms no   cuzinho da safada devidamente  lubrificado  enquanto o Moreno fodia a buceta daquela senhora.  Cheguei o mais perto possível, e de um ângulo privilegiado, registrei os dois cacetes a foder minha esposa. Sem   condições de segurar, Lurdes fala alto:  Não parem de me foder! Mais e mais…fodam…tudo no meu cu e na minha buceta eu vou   gozarrrrrrrrrr que maravilhaaa      fodam….    assim, assim….  meu cu…  ui   meu cu…. cheio… aí…..     mete tudo na minha buceta morenoooo.  metaaaaaaaa.       Fodam essa puta….   está vendo corno!!!!!!  está vendo? E os três gozaram, gozaram e gozaram….

Quando o Moreno levanta, foi que pude ver direito.  Num primeiro momento vi que era muito parecido com uma garrafa de Coca-Cola, pela grossura. Tadinha da Lurdes se esse cara quiser foder seu cu.  E…   vi a cabeça entrando, o resto?  Bem o resto dessa noitada conto depois. Não esqueci não !  Tem a  Rosa e  boas  novidades.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *