Transei com minha avó de 64 anos

Meu nome é Matheus, tenho 23 anos, moro no interior de São Paulo com minha mãe e dois irmãos mais novos.

Desde muito pequeno eu passava vários finais de semana na casa da minha avó, devido a isso sempre fui muito apegado a ela, de um tempo pra cá ela estava muito doente por conta da diabetes e outros problemas de saúde, comecei a ficar na casa dela para ajuda-la nos afazeres domésticos, eu ficava a parte da tarde inteira fazendo de tudo.

Minha avó é viúva, sempre morou sozinha desde que meu avô morreu a 8 anos atrás.

Eu jamais senti atração por minha avó, isso nunca passou pela minha cabeça, só que tudo isso mudou, certo dia quando eu limpava o banheiro dela encontrei uma calcinha usada no chão, a primeira coisa que eu fiz foi juntar ela com algumas roupas e jogar tudo num cestinho de roupas sujas , só que pouco tempo depois eu fui coagido por uma vontade de cheirar aquela calcinha.

Fechei a porta do banheiro e acabei cheirando pra saber como era o cheiro de uma calcinha de uma senhora.

O cheiro era de buceta óbvio, porém com um leve cheiro de xixi e um odor um pouco forte, depois disso começaria as vontades de comer minha avó, eu sabia que era loucura e arriscado tentar transar com minha própria avó, eu fiquei muito tempo só na vontade mesmo, passaram-se uns 2 meses mais ou menos depois do lance da calcinha, eu pensava na minha avó dia e noite, principalmente porque ela era muito bunduda, apesar de velha e com muita coisa caída como os peitos, por exemplo, seu bumbum era grande e espaçoso, ela usava vestidos longos, às vezes quando ela andava, dava para ver a divisão do bumbum dela, eu ficava doido quando via isso, mas nada podia fazer, tinha medo de falar ou tentar alguma coisa, medo repúdio.

Eu fui começando passar noites na casa dela, até dormir eu dormia, num quarto separado, tudo para de alguma forma encontrar uma maneira de transar com ela, mas não era fácil, eu tinha muita liberdade de conversar de tudo com ela, menos coisas sobre sexo, ou seja era muito complicado.

Só consegui bolar um plano, esperei ela ir tomar banho durante a noite num desses dias que eu dormiria na casa dela, esperei um pouco e depois bati na porta, ela perguntou o que foi Matheus, eu disse a ela que estava apertado e precisava fazer xixi, como o banheiro tinha um box separando o chuveiro do restante do banheiro, ela permitiu eu entrar, quando entrei eu vi apenas o vulto do seu corpo no vidro de acrílico, não dava pra ver praticamente nada.

Eu fingi estar fazendo xixi e puxei assunto, perguntei se a água estava boa, estava muito calor naquela noite.

Ela disse que sim estava boa, eu em seguida falei, deu até vontade de tomar um banho também agora.

Durantes alguns segundos o silêncio pairou no ar, minha avó foi e disse, espere eu sair e depois você pode vir tomar.

Falei que depois a vontade poderia passar, era só vontade de momento mesmo, minha avó ficou novamente sem falar nada por alguns segundos, até que ela disse, ué Matheus mais essa vontade de tomar banho tinha que ser agora nesse exato momento, não poderia ser depois que eu sair.

Sim poderia vó, mas é que talvez depois a vontade passe entende.

Quer que eu saia pra você tomar seu banho…

Não precisa não vó, pode continuar o banho da senhora tranquilo, mas bem que eu queria.

Como assim bem que você queria Matheus..

Bem que eu queria tomar agora.

Mais Matheus como assim agora, eu estou tomando agora, você está querendo dizer agora junto comigo.

Eu demorei um pouquinho para responder..fiquei nervoso, e com um pouco de medo, nem sei explicar o que senti..

Não sei, talvez sim.

Menino você tá querendo tomar banho comigo, é isso que eu entendi, meu Deus Matheus, imagine se alguém descobre uma coisa dessa, sua mãe ficaria brava.

Talvez sim vó, mas eu não contaria pra ninguém, a senhora contaria ?

Matheus do céu não acredito que você está dizendo que quer tomar banho comigo, eu não contaria, mas é errado isso e você sabe muito bem disso.

Mas não tem nada de mais vó é só um banho.

Olha Matheus é errado sim sou sua avó, não estou lhe pedindo respeito, até por que você me respeita, sempre me respeitou, mas tomar um banho juntos seria muito esquisito, somente casais tomam banho juntos, e eu sou muito velha para isso.

Eu não acho que a senhora seja tão velha assim..

Claro que sou sou Matheus, não sou tão jovem como você é.

Verdade vó, mas isso não tem nada a ver.

Matheus você está querendo mesmo tomar banho comigo?

Sim, tá muito calor né vó.

Olha Matheus eu deixo você entrar, mas quero que você prometa que nunca vai contar para ninguém.

Nunca vou contar, não sou mais criança vó, não teria motivos para contar.

Tudo bem Matheus, vou deixar você entrar aqui.

Meu coração acelerou, fiquei bem tenso, de repente minha vó abre o box , não deu pra ver o corpo dela todo, vi apenas os seios e um pouco do corpo.

Tire a roupa e entre Matheus..

Não pensei duas vezes, fui tirando a roupa e entrei, vi minha vó de frente, seus seios eram gigantes, bem caídos, e ela estava um pouco acima do peso, normal né pela idade.

Sua buceta estava um pouco peluda, mesmo os pelos estando molhados isso atrapalhou um pouco a visão, não pude ver sua buceta direito.

Já no começo quando entrei minha vó não tirava os olhos do meu pau, ela olhava disfarçadamente.

Ele estava mole, ficou assim durante um tempinho enquanto nos molhávamos, mas no momento que minha vó ficou de costas eu pude ver sua bundona, por incrível que pareça não era muito caída, era bem grande, fiquei excitado, em menos de 2 minutos meu pau foi endurecendo , fiquei com vergonha um pouco, mas continuei numa boa.

Minha vó não disse nada, mas quando ele ficou totalmente duro, minha vó falou..

Meu Deus Matheus o que é isso, controle ele.

Fiquei com vergonha de novo..

Não consigo vó, se eu pudesse controlava.

É por causa de mim que ele ficou assim, eu não creio nisso, sou velha já Matheus não tenho nada atrativo no meu corpo.

Não sei não viu vó..

Como assim não sabe não?

Estou com vergonha de dizer vó..

Deixe de besteira Matheus fale, pode falar não vou achar ruim.

Olha vó, acho que é por causa do bumbum da senhora.

Então ele ficou assim por causa meu bumbum, meu bumbum é feio, olhe para ele.

Minha vó se virou e mostrou todo aquele bundão, fiquei até besta de ver um bundão daquele na minha frente.

Mas vó ele é muito grande, achei ele bonito.

Matheus, isso é coisa da sua cabeça, quer que eu te ajude, posso lavar ele, talvez isso fará ele ficar mole.

Não sei, a senhora que sabe vó.

Minha vó pegou o sabonete e chegou perto de mim e começou a passar no meu pau, de começo ela apenas estava passando, mas gradualmente ela foi pegando no meu pau com as mãos.

Fui sentindo aquilo e ficando mais duro ainda, delicadamente ela pegava no meu saco e fazia massagem.

Percebi que minha vó estava gostando, com certeza já tinha muito tempo que ela não pegava em um pau.

Foi ficando gostoso e eu não consegui me controlar, meu pau estava muito duro, fui fazendo movimentos de meter, bem de leve.

Logo que comecei esses movimentos, minha vó mandou eu me acalmar, mas era impossível manter a calma, o jeito que ela pegava me deixava com muito tesão, embora não fosse uma punheta, mas suas pegadas eram bem firmes.

Minha vó percebendo minha excitação descontrolada, desligou o chuveiro e me levou para fora do box, ela abaixou a tampa do vazo e sentou-se em cima, me puxou para perto e pegou no meu pau, minha vó era canhota, segurou meu pau com a mão esquerda e começou a me punhetar devagar.

Foi punhetando e disse, Matheus estou apenas te ajudando, vamos guardar esse segredo, vou fazer ele ficar mole para terminarmos o nosso banho..

O que começou com apenas uma penheta, em pouco tempo virou boquete, minha vó me surpreendeu, sem mais nem menos ela começou a chupar meu pau, apesar da idade que minha vó tinha, era gostoso sentir ela me chupando, ela dava linguadas na cabeça do meu pau que me faziam arrepiar todo, até meu saco ela chupou, uma bola de cada vez.

Estava tão gostoso que não me aguentei e disse que queria meter no bumbum dela.

Eu já nem percebia as coisas que eu dizia, estava perdido de tesão.

Minha vó disse, mas Matheus isso é muito errado.

Vó acho que não é, só quero meter um pouco.

Minha vó ficou pensativa e disse, tá bom, eu deixo mais é só um pouco e depois você pare quando eu mandar parar.

Ela se levantou e fomos para a pia do banheiro, se debruçou na pia e mandou eu ser rápido.

É só um pouco tá Matheus, não goze dentro de mim, não posso nem sonhar em ficar grávida nessa idade, muito menos do meu neto.

Me preparei atrás dela e fui procurando sua buceta, quando encontrei soquei tudo de uma vez, o bucetão da minha vó era muito quente, eu meti gostoso, fazendo minha vó gemer o tempo todo, minha excitação era tanta que estoquei forte fazendo até barulho do meu corpo batendo no dela.

Ela percebendo eu louco mandou eu parar..

Pare Matheus, assim você vai gozar dentro de mim, você é muito novo, deve gozar com rapidez, vamos parar é melhor.

Deixa mais um pouco vó, só mais um pouco..

Olha Matheus, mas é perigoso você gozar, então vai no outro lugar.

Esse outro lugar que ela se referia era no cu..

Apenas tirei da buceta e coloquei no cu, foi incrível o cu dela tragou meu pau inteiro, era um pouco apertado, mas depois que entrou tudo ficou super grande, eu meti gostoso no cu da minha vó, fazendo ela soltar gritos dentro do banheiro.

Estava tão bom, que gozei dentro do cu dela, gozei bastante dentro do cu quentinho dela.

Foi delicioso, nem sei explicar como foi gostoso comer o cu de uma senhora como minha vó.

Depois que eu gozei tudo e tirei o pau, minha vó disse, Pronto agora ele fica mole.

Dei uma risada e ela também, terminamos o banho e saímos..

Hoje estou com 24 anos, prestes a completar 25, estou transando com minha vó quase que todos os dias.

Vou ser bem realista, minha vó apesar de velha, é muito gostosa de cu e buceta, eu estou viciado em comer ela, e pretendo continuar por muito tempo, eu sinto que satisfaço minha vó sexualmente dizendo, muita mulher da idade dela dificilmente fazem sexo, quase todas estão sozinhas ou os maridos velhinhos não dão conta do recado.

Eu digo que satisfaço ela não é da boca pra fora, é por que na maioria das vezes que meto na buceta dela ela goza, isso porque quando estou metendo nela meu pau quase sempre desce uma gosminha branca deixando meu pau bem lambuzado, ou seja é ela gozando.

Eu não pretendo arrumar namorada tão cedo, eu tive apenas uma namorada séria, durou quase dois anos, mas ela era frescurenta, não gostava de engolir meu gozo.

Minha vó já engoliu várias vezes, já perdi até as contas, ela limpa meu pau bebe tudo sem frescura, isso me deixa doidinho, mesmo quando a gente não transa ela me chupa e engole meu leite apenas para me satisfazer mesmo.

Bom, era isso que eu tinha pra contar, talvez algum outro dia venho aqui contar mais experiências que estou tendo com ela, tenho muita coisa pra contar, isso foi apenas um pouco.

Um abraço a todos !!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *