Viagem Amsterdam

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Esse é o nosso primeiro conto e, por isso, faz-se necessário uma breve descrição.

Todos os contos serão verdadeiros e aconteceram ao longo dos últimos anos.

Somos um casal de 35 anos, moramos no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro. Uma estrutura financeira extremamente confortável e ainda sem filhos, o que permite frequentes viagens.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Minha esposa Marcela é maravilhosa. Me acompanha em todas as aventuras e, além disso, é linda e gostosa. Loirinha, olhos castanhos claros, um peito mediano com bicos rosados e uma bunda perfeita.

Já eu, não estou no mesmo nível de beleza da minha esposa e eu me considero um cara normal, apesar de um porte físico imponente (1,90m).

Ambos cuidamos da saúde e malhamos 4 a 5 vezes por semana, normalmente juntos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
thor hammer gel amostra grátis

Começamos a namorar há 10 anos e foi química e paixão desde o primeiro encontro.

No início, o sexo era muito frequente, parecíamos coelhos. Na época, cada um morava com os respectivos pais. Então, não tínhamos um ambiente nosso, visto que com os país em casa, ficava difícil. Então, o sexo era no carro, na escada, motel, aonde dava.

Casamos há 3 anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Com o tempo, a frequência do sexo foi diminuindo, porém, a qualidade aumentando.

Entre 4 paredes, concordamos que vale realmente tudo para gente. Desde fantasias/imaginar outra pessoa (nunca pessoas muito próximas), sexo anal, gozar na boca e na cara, até fio terra quando estamos com muito tesão.

A história de hoje aconteceu em Amsterdam, Holanda, em 2018, ano passado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Era uma sexta-feira e já estávamos na cidade há 2 dias. Resolvemos tirar esse dia para aproveitar mais a vida noturna. Então, acordamos um pouco mais tarde e os programas durante o dia foram mais leves.

Saímos do hotel com disposição, por volta de 20h00, com a ideia de beber, curtir pouco a noite e conhecer a famosa Red Light. No entanto, não tínhamos nada especificamente programado. Aliás, confesso que não imaginava o que fosse acontecer.

Não fomos direto para Red Light. Primeiro, paramos em alguns bares, bebemos vários drinks, conversando sobre a viagem.

Por volta das 23h00, já estávamos bem alegres, chegamos na famosa Red Light.

Já estava bastante cheia e as vitrines estavam abertas com mulheres, alguns bem bonitas.

Continuamos andando e chegando ao Teatro Casa Rosso. Resolvemos entrar, apesar dos absurdos 50 Euros por pessoa. O teatro tinha show de sexo explícito, com alguns casais até bonitos, apesar das cenas serem meio robóticas.

O show em si não era tão excitante mas, obviamente, aproveitamos para namorar um pouco, de forma discreta. Apenas beijos quentes, mão na buceta e no pau por baixo dos casacos pesados que tiramos e colocamos no colo.

Saímos da Casa Rosso e paramos em um local com cabines para assistir shows de striptease.

Nesta cabine, apesar do pouco tempo, já agarrei minha esposa por trás, roçando o pau duro na sua bunda maravilhosa e beijando o pescoço (o que deixa ela louca). E, ainda por cima assistindo o pequeno show. Não rolou nada muito além disso, mas ficamos bem excitados e com o tesao a flor da pele.

Saímos e ficamos andando pela rua, até que minha esposa viu uma vitrine com uma mulher bem bonita e comentou comigo. Sem muita esperança, eu falei que a gente podia entrar para ver como seria.

Para minha surpresa, ela não disse não, apenas respondeu que não deviam aceitar casais.

Para minha sorte, tinha uma placa escrito que atendia homens, mulheres e casais.

Quando comentei da placa, a Marcela perguntou: aonde?

Vi que era minha chance, pois apesar de Insegura, ela não tinha negado.

Insisti um pouco, parado em frente da cabine, e a mulher percebeu e chamou a gente.

Já puxei minha esposa e entramos na cabine, após conversar alguns segundos sobre o valor.

O combinado seria eu apesar olhar.

Quando entramos, a mulher pediu para minha esposa tirar a roupa e elogiou sua beleza e seu corpo e a deitou em uma cama.

Eu sentei em uma cadeira e fiquei admirando a cena.

A garota de programa, que já estava de biquíni, começou a massagear minha esposa, até chegar na sua buceta.

Eu e minha esposa nos olhávamos com cumplicidade e amor. Ela sabia que estava realizando uma fantasia minha.

As acaricias começaram a fazer efeito, era uma siririca que parecia estar bem gostosa.

Eu não aguentei e coloquei meu pau para fora para bater punheta. As regras são bem chatas e tive que colocar camisinha para me masturbar.

Minha esposa começou a gemer, passando a mão na bunda da garota de programas, sendo dedada e masturbada.

Percebi seu tesao quando fechou o olho e começou os movimentos com o quadril, gemendo baixinho bem gostoso.

Sem dúvida, a cena mais excitante que já tinha visto na minha vida, tanto que gozei na camisinha em pouco tempo. Meu pau continuou duro e, após trocar a camisinha, continuei na punheta.

A mulher continuava masturbando e dedando mais intensamente minha esposa, que gemia, mexia o quadril, fechava os olhos e abria me olhando, com cara de safada.

Depois de uns 15 minutos, minha esposa não aguentando mais começou a implorar para eu fuder ela ali mesmo.

Perguntei se podia e, após a afirmação, comecei a fuder minha esposa de 4, na frente da puta, ali mesmo em cima da cama, até ela explodir em um gozo bem forte. Também acabei gozando na camisinha (que não usava há muitos anos).

Pagamos os 150 Euros combinado e voltamos para o hotel correndo, pois ainda estávamos com muito tesão.

No hotel, ainda fudemos bastante, lembramos os momentos incríveis vividos.

Minha esposa confirmou que adorou e que gostaria de ter feito muito mais: beijado, chupado, ter sido chupada. Infelizmente, as em Amsterdam são bem rigorosas e nada disso é permitido.

Combinamos que repetiríamos a dose, de forma completa, o que contarei no próximo conto.

Essa foi nossa primeira experiência real com uma terceira pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *