Vontade de comer a maninha

Vontade de comer a maninha

Bem quero explicar que todo esse desejo que tenho em comer minha irmã é um desabafo que guardo comigo há muitos anos. Bem para começar hoje tenho 31 anos e moro sozinho e não moramos mais juntos. Porém desde que morávamos juntos na minha adolescência eu já observava como minha irmã que é seis anos mais nova estava ficando bem gostosa com o decorrer do tempo, uma moreninha de um metro e sessenta e cinco, pele clarinha bundinha bem durinha e coxa bem grossa e gostosa e peitinhos pequenos.

Quando morávamos juntos na casa da minha mãe, certa vez fiz de propósito, de pedir pra ela pegar a toalha de banho e abrir a porta pra ela ver o meu pau, sim eu tentava provocar ela e nessa ocasião, ela se riu toda e ficou toda envergonhadinha vermelhinha se rindo na época ela era virgem e eu me fingi de desentendido querendo me secar bem rápido. Diversas ocasiões que procurarei contar em ordem cronológica aconteceram. Uma vez ela tomou banho e eu estava mexendo no meu notebook no quarto dela, devido ao fato do cabeamento da internet e modem alcançar até lá e o wi fi estar estragado. Ela sai do banho de toalha para na frente da cama dela pra secar o cabelo vermelho e tira tudo, ficando só de calcinha e sutiã. Eu no impulso, me levantei da cama dela e fui direto passara mão na bundinha arrepiando toda ela. Passei a mão bem devagar e firme de uma lado e depois apalpei o outro lado.Depois que ela terminou de sear o cabelo, me pediu pra eu ajudar ela a colocar um calça jeans pra ir num rolê calça bem apertadinha confesso que fiquei com um pouco de culpa. Outros dias se passaram e ela estava com uma amiga dela conversando na cozinha sobre putaria e sexo, eu todo me fazendo de desligado fui chegando na mesa pra me atualizar sobre o assunto. Cheguei pra amiga dela e perguntei no meio de toda aquela putaria se ela gosta de fazer boquete a a safada falou na frente da minha irmã que adorava tomar porra e que tinha vontade de fazer sexo a três eu percebia que minha irmã tava meio desconcertada mas cheia de tesão, na oportunidade falei que adorava chupar uma bucetinha bem gostoso de minha irmã falou que adorava ser pegada de quatro, claro perguntado por mim. Foi então que minha mãe chega em casa e azeda o assunto. No outro dia do nada minha irmã vem me pedir desculpas sobre o assunto que teve no dia anterior dizendo que a amiga dela mandou pedir (mas em mente pensei você não precisa pedir desculpas, se a mãe tivesse chegado eu ia botar tua amiga pra mamar na minha frente e depois comer vocês duas) mas não acabei falando nada.

Na outra ocasião cada um já morava no seu canto mas certa vez, ela veio pousar na casa da minha mãe e eu também estava lá. Na época só tinha ventilador no quarto da minha mãe e o calor tava insuportável não sendo possível dormir. Via de regra ela sempre dormia com minha mãe a casa era pequena e bem pessoal eu tenho quase certeza que minha irmã quando dormia junto com minha mãe tocava siririca e fazia ela gozar antes de dormir, mas voltando a esse dia fui dormir na cama da mamãe com ela e ela tava com um shortinho de algodão. De primeiro momento a luz das outras peça estavam ligadas e eu insisti pra desligar tudo no escuro deixei passar um tempo e deitei de conchinha do junto com ela bem devagarzinho pra não assustar. Ficava alisando a pena e a coxinha dela passando a minha perna de lado na perda dela no escuro, meu tava tava latejando estava de bermuda e até ali isso impedia de eu roçar minha rola no meio da bundinha dela. Foi então que tirei minha bermuda de velcro e fiquei só de cueca, o barulho do velcro parece que despertou a safada que tava dentro dela voltei a ficar do conchinha e roçar bem gostoso na bundinha da maninha que começou a corresponder rebolando no meu pau. Daí eu pensei é hoje que gente quebra esse tabu. O tesão na sarrada era muito forte mas eu sabia que se fodesse a bbucetinha dela sem camisinha ia dar merda, daí fiquei sarrando com ela rebitando a rabinha até eu me gozar todo. Bem depois que gozei fui prolado e fui dormir. No outro dia minha irmã se levanta e a gente se fala e ela diz meu irmão é muito virgem, mas tipo pensei comigo não ia te comer sem camisinha ora, na hora não consegui falar nada juro! Outra vez quando morávamos juntos também e dormíamos na mesma cama e na época nossa mãe trabalhava á noite, uma vez acordei com a cama mexendo e ela gozando muito toda ofegante misturando aquele barulhinho da siririca, mas não cheguei a fazer nada com ela a não ser bater uma punheta bem gostosa depois no escuro do lado dela.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Telegram 
Entre agora!

Hoje em dia nos encontramos na casa da minha mãe e percebo que ela segue toda essa ideologia de liberdade sexual não se detendo em falar sem nenhuma pudor sobre sexo. Numa ocasião eu falei que só transo com gurias com camisinha por causa do perigo de pegar uma dst. Na outra semana ela me vem com uns papos de que vai tomar umas injeções para transar sem camisinha e não engravidar, gente ela faz isso de propósito e eu fico louco de tesão caralho, mas tenho receio de falar algo ou me abrir verdadeiramente pra ela gente o que devo fazer pois já estou obcecado em fuder e gozar juntinho com ela a noite toda!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *